Ensaio geral: produção da Paixão de Cristo na reta final

Em menos de dez dias, a cidade do Rio de Janeiro verá o espetáculo “A Paixão de Cristo – o sentido da vida” em três apresentações nos dias 11 de abril, às 20h30, e 12 de abril, às 18h e 20h30, no Centro Cultural Marista (Rua Conde de Bonfim, 1067, Tijuca). Os ingressos custam R$ 10 (meia estudantil) e R$20 (inteira) e estão à venda na Livraria Shalom (Rua Bento Lisboa, 112, Catete) e Paulinas (Rua Sete de setembro, 81/A, Centro).

“A Paixão de Cristo – O sentido da vida”, do Projeto Artes Shalom Rio, é inspirada no Evangelho de João. O apóstolo faz uma narração com foco na perspectiva do homem em busca de Deus e do sentido da sua vida. O espetáculo não acontece em ordem cronológica. Esta linha mostra que o importante não é a ordem dos acontecimentos em si, mas o itinerário interior da busca pelo Deus verdadeiro.

O roteiro de Wilde Fábio Alencar oferece um espetáculo artístico-cultural com teatro, música e dança. Produzido pela Comunidade Católica Shalom pela primeira vez em Natal (RN) em 2008, a peça chega ao Rio de Janeiro pela primeira vez em 2014. Em anos anteriores, com uma longa tradição artística neste período, a Comunidade Católica Shalom do Rio de Janeiro apresentava o roteiro de Milza Gama, intitulado Paixão e Morte.

A Paixão de Cristo recria uma das mais belas histórias, misturando amor humano e divino, revelando a pessoa de Jesus Cristo como o verdadeiro Rei. Esta “realeza” não atende as expectativas de riquezas e revoluções políticas, mas mostra a sabedoria de Deus, a misericórdia e o amor que geram a verdadeira vida.

O elenco da Paíxão de Cristo é formado por 37 artistas, incluindo atores, dançarinos e figurantes. Para a formação do elenco, foram abertas inscrições para a audição de teatro, dança e canto. Com mais de 100 inscritos, foram selecionados 37 artistas. Jesus, Maria, Maria Madalena, João e Pedro são os personagens em destaque, além dos marcantes Pilatos e Caifás.

Ensaios

Os ensaios são semanais. Antes de cada encontro, são realizadas oficinas técnicas para aprimorar o dom natural que cada artista já traz em si e para explorar melhor a marca de cada personagem de acordo com o roteiro. Algumas divisões por cena ou por núcleo (corpo de baile, por exemplo) são feitas para facilitar a evolução dos ensaios. O espetáculo tem como diretora Giselle Azevedo e seus auxiliares Roberta Reis e Arthur Alexandre.

Veja fotos aqui.

Enquanto o elenco ensaia, a produção trabalha fechando com o teatro os dias e horários das apresentações, estudando a cenografia e adaptando-a ao espaço, a confecção de objetos cênicos, pesquisa maquiagem adequada e material, figurino a ser feito ou ajustado, adaptações da sonoplastia, criação da iluminação, material de divulgação. “Os detalhes vão se ajustando, como prova de figurino de cada ator, técnicas de maquiagem para Jesus flagelado, visita técnica ao teatro para análise da cenografia e iluminação etc. E assim vamos construindo esse espetáculo, com o objetivo de proporcionar a experiência dos espectadores com Jesus, que morreu e ressuscitou por cada um de nós. Esperamos vocês!”, convida Giselle Azevedo.

No retiro de Semana Santa da comunidade Shalom, a peça volta a ser apresentada em versão reduzida, na sexta-feira, 18 de abril. O retiro será na Catedral, de 17 a 20 de abril.

O tema que abre o espetáculo, “O Canto das Írias”, está fortemente ligado a esta busca pela vida. Ele impressiona o espectador com um forte texto e sempre atual que trata da perda de identidade humana e do seu retorno para a verdade.

SERVIÇO:
Local: Centro Cultural Marista.
Rua Conde de Bonfim, 1067. Tijuca.

Ingressos: 10,00 a meia estudantil e R$20 (inteira) à venda na Livraria Shalom (Rua Bento Lisboa, 112, Catete) e Paulinas (Rua Sete de setembro, 81/A, Centro)

Informações: (21) 97118 2749

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>