O Amor me levou a descobrir quem sou

De um deserto sem fronteiras para um oceano de amor. Como toda jovem, eu buscava a felicidade em tudo, porém a felicidade que encontrava era momentânea, sentia que faltava algo para preencher o vazio que existia em meu coração. Resolvi então, participar de um grupo de oração no Shalom, e só precisei daquela quarta-feira para experimentar o que tanto buscava: Liberdade, segurança, um amor que não passa, um amor capaz de superar qualquer outro.

Meu coração queria mais, queria corresponder a esse tão grande amor, porém ainda sentia falta dos prazeres que o mundo oferecia. Foi então, numa bela tarde, Deus me questionou: “Você quer voltar a pertencer ao mundo ou viver no mundo e não pertencer a ele?” Decidi então me lançar nesta aventura de amar sem calcular  e apenas deixar esse amor me amar.

Guiada por uma voz que ressoava ardentemente e pedia uma oferta de amor, decidi dar mais um passo, permitindo Deus tocar o mais profundo quebrando as resistências do meu coração. Bem sabemos, que amar o amor e deixar-se ser amada não é fácil, mas em meio as quedas, as fraquezas, dificuldades, eu ia permitindo que o meu olhar encontrasse com o olhar de Deus.

Dois laços desiguais que se unem, tão desiguais, que pela infinita misericórdia gera uma união de amor. Foi esse amor que me levou a descobrir quem sou: Luana, Shalom, Comunidade de Aliança. E esse amor me permite fazer minhas primeiras promessas como Comunidade de Aliança, e reconhecendo que sou fraca, limitada, vejo o quão grande é a sua graça. Hoje, tenho a plena certeza, por todas as terras que andei, todos os amores que experimentei, foi em Deus que a felicidade encontrei.

“O amor venceu e vence diariamente, o amor é simples, está em mim, em ti, em todos, em tudo! Vale a pena ser livre para nada ter, tudo dar!”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *