Valei-me São José, quero casar!

Santo Antônio ou são José, ambos são procurados pelos devotos quando o assunto é namoro ou matrimônio. Dizem por aí, que os mais impacientes não esperam o 13 de junho, e recorrem logo ao glorioso São José no dia 19 de março, mas para outros, Santo Antônio ajuda a formar a família e o esposo de Maria ajuda a manter. Valei-me São José!

Em meio a tantas especulações, o certo é, que São José também é invocado para as mais diversas causas, principalmente no que se trata da providência divina. Ninguém mais acertado do que ele, o “Terror dos Demônios”, que precisava guardar sua família das insídias de Satanás, para testemunhar seu abandono e experiências da ação de Deus em sua missão de ser pai adotivo do Criador e esposo da Virgem Maria.

É muito belo perceber as várias facetas da devoção Josefina, com tantos títulos dedicados a ele em sua ladainha: prudentíssimo, obedientíssimo, castíssimo, espelho da paciência, amparo das famílias, modelo dos trabalhadores, e tantas outros títulos que se originaram apenas de uma só atitude de José, o silêncio.

Muitos santos da Igreja tinham São José como seu santo amigo, e souberam testemunhar seu valor, como Santa Teresa d´Ávila, que tem uma grande devoção pelo santo e nenhum dos seus pedidos a ele, jamais foi negado. Não somente isso, ela afirma que São José é o mestre da vida interior e que se alguém não sabe rezar ou não tem um diretor espiritual, deve a ele recorrer, pois ele ensinará.

Mas voltando ao assunto do matrimônio, São José desperta não só as moças casadoiras, que suplicam por um companheiro fiel aos moldes daquele que aceitou os desígnios de Deus pelos sonhos. Os rapazes por outro lado, também são atraídos, e com José, sonham por encontrar sua Maria, uma mulher cheia de virtudes e temente a Deus. Guardam no silêncio do coração a vocação e a concretude de seus sonhos em meio as fragilidades humanas e a confiança da intercessão do Patrono José. Rezar é bom, mas também faça a sua parte, dando uma forcinha no visual e no espiritual.

São José ou Santo Antônio, o mais importante é o sacramento do matrimônio em si, um grande ato de fé e de amor que testemunha a coragem de acreditar na beleza do ato criador de Deus e de viver aquele amor que leva a ir sempre além de si mesmo, explica o Papa Francisco. “De fato, os esposos cristãos participam, como esposos, da missão da Igreja. É preciso coragem para isto! Por isso quando eu saúdo os recém-casados, digo: ‘Eis os corajosos’! Porque é preciso coragem para amar-se assim como Cristo ama a Igreja”.

Se você tá procurando alguém para amar, tenha paciência, não escolha tanto e veja o coração ou se estiver namorando, confie, se já é casado confie mais ainda, e clame por essa coragem de testemunhar e acreditar num mundo novo com famílias novas.

Oração para encontrar um santo casamento

Meu bom São José, já que os bons casamentos se fazem no céu, eu vos peço humildemente, pela felicidade que tivestes ao ser designado para esposo da Santíssima Virgem Maria, e ajudeis a encontrar um santo marido (ou uma santa esposa), com quem eu possa amar e servir a Deus e obter, assim, a sua Celestial Benção sobre minha família. Amém

Angela Barroso

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *