Formação

9 maneiras de ser cúmplice do pecado alheio

Já pensou nisso?

Alguma vez passou pela sua cabeça que, deliberadamente e de sã consciência, você pode ter levado uma outra pessoa a pecar? Tipo, você foi ou é o motivo do pecado do irmão, amigo, conhecido ou familiar?

Pois eh… Sério isso, não? Existem várias maneiras de ser cúmplice. Portanto, no próximo exame de consciência antes de se confessar e se reconciliar com Deus, que tal refletir a respeito disso e analisar cada ponto e atitudes que podem nos tornar coniventes com o pecado do próximo.

1 – Aconselhando – Em conversas, dei ideias, sugestões ou recomendei algo fora dos conselhos evangélicos e da Igreja?

2 – Mandando – Pedi ou mandei alguém subordinado a mim fazer algo errado que o levasse a malevolência?

3 – Consentindo – Permiti, aprovei ou concordei com atitudes que violassem algum preceito religioso em vez de alertar?

4 – Provocando – Despertei, convidei ou armei alguma situação para alguém conduzindo-o a fazer maldades?

5 – Lisonjeando – Agradei ou bajulei pessoas em meu próprio benefício motivando-a ao pecado?

6 – Ocultando – Escondi alguma coisa ou informação que levou o outro a atitudes injustas e pecaminosas?

7 – Compartilhando – Falei, contei segredos ou fiz fofocas expondo o pecado ou o erro de alguém?

8 – Silenciando – Omiti ou me calei diante de alguma situação provocando o outro a cometer erros?

9 – Defendendo o malfeito – Mesmo sabendo do erro e do malfeito, encobri tudo, sendo cúmplice do pecado alheio?

Essas são algumas situações que merecem muita vigilância e oração de nossa parte. Devemos zelar, cuidar e dar bons conselhos criando relações sadias nos relacionamentos de amizade, de trabalho ou de afetos em prol do crescimento espiritual de todos.

Diante de Deus, o perdão é dado e tudo recomeça. Mas Deus exige prova do nosso arrependimento. Qual? Não pecar mais.


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *