Shalom

A beleza de ser mãe

Não quero a beleza dos ensaios fotográficos dos noivos antes de casar.

Não quero a beleza dos ensaios fotográficos de grávidas ou famílias nos belos jardins.

Não quero a beleza dos ensaios fotográficos nos luxuosos casamentos com estonteantes decorações.

Quero a beleza que o mundo não consegue apreciar.

Quero a beleza estampada por trás das olheiras, da rugas deixadas pelos sacrifícios das noites perdidas para acalentar o filho que acorda a noite querendo mamar ou aquele que está doente e não consegue dormir. 

Não quero a beleza maquiada que esconde as marcas do amor.

Quero sim a beleza dos corpos envelhecidos, das rugas no rosto, de um corpo sem lipoaspiração, dos cabelos brancos, sem tinturas, por falta de tempo por estar cuidando dos filhos, das unhas não pintadas, dos lábios sem batom, porque preferiu o filho alimentar.

Essa beleza o mundo não consegue mais apreciar!

Quero as fotos sem filtros para poder apreciar a verdadeira beleza. A beleza do sacrifício por tantos filhos, por gerar, cuidar, se ofertar e de si se esquecer. 

Quero a beleza das mães cansadas, mas felizes por se dar.

Quero a beleza das mães que saem dos seus trabalhos para verem a apresentação do filho na escola.

Quero beleza do amor sem medidas. A beleza do amor que mais se aproxima com o amor Daquele que não desiste de nos amar. 

Quero sim a beleza do amor das mães que sacrificam suas vidas, para vida dar.

Leozany Oliveira, mãe de Sávio, Davi e Lucas.


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *