Shalom

Chaves : Renascer e solidariedade

Chaves, localizada na Ilha do Marajó, recebeu durante o período do carnaval uma expedição missionária organizada pela Assessoria de Promoção Humana da Comunidade Católica Shalom

Por 4 anos seguidos no período do carnaval  o Renascer da missão de Chaves no Pará, acontecia nas regiões ribeirinhas, local onde a Comunidade Shalom se dirigia para evangelizar os mais distantes levando os sacramentos e profissionais para o atendimento médico. Mas,este ano foi diferente: a Comunidade trouxe a opção de um carnaval diferente para o centro de Chaves.

Durante as atividades do Renascer, participantes do Programa de Voluntariado Shalom, fizeram  atendimento médico na área de pediatria e clínico geral.Os profissionais receberam doações de medicamentos que levaram para serem utilizados nos dois dias de atendimentos aos mais carentes. O atendimento odontológico, se voltou mais  para o Renascer Kids, com a distribuição de 300 kits da Colgate para as crianças.  

Escola da Paz

Aproximadamente 230 pessoas estiveram ontem (13), na missa de encerramento do evento, onde foi divulgado a construção em Chaves, da primeira escola da Paz, voltada para evangelização,cursos de profissionalização de jovens e serviço cultural.

 

Voluntariado Shalom

 

Wallace Freitas

 

Wallace Freitas

 

Fugindo das grandes alegorias, da purpurina, das máscaras carnavalescas e do barulho, a cidade de Chaves, localizada na Ilha do Marajó, recebeu durante o período do carnaval uma expedição missionária organizada pela Assessoria de Promoção Humana da Comunidade Católica Shalom.  Inscreveram-se no programa este ano de 2018, 26 pessoas que, durante este período do carnaval, estão oferecendo seu tempo e dons em prol da evangelização e atendimento básico do povo paraense.

Inspirada na frase de Santa Gianna Beretta, “quem toca o corpo de um doente, toca o corpo do próprio Cristo”, a médica Bianca Alho, falou da importância deste projeto, “pra mim tem sido uma grande experiência vocacional e profissional. Aqui, nós temos a oportunidade de tocar o próprio Cristo nos nossos doentes. É um povo muito carente, um povo que necessita muito, não só do nosso conhecimento, dos nossos dons, mas também que  precisa muito de Deus e nós podemos, através do  atendimento médico, dar o que eles mais precisam. Mas, eu me vejo mais necessitada de dar a eles aquilo que eu recebi de graça, do que eles estão necessitados de qualquer outra coisa que eu possa dar” .

Dilma França, missionária da Comunidade de Vida Shalom e residente em Chaves, conta que a missão já completou 21 anos e de como o Renascer é importante para a comunidade local. “ O nosso povo é bem simples e o Renascer é fundamental, porque na realidade o povo passa muito tempo sem ter a presença de um sacerdote, então a dimensão da fé é um pouco precária, porque precisava crescer a própria evangelização. Com a chegada da Comunidade, há 21 anos, a gente começou com a evangelização porta a porta, com a catequese, ter esse contato maior. O Renascer vai trazendo pra eles esse novo de Deus, a experiência com o amor de Deus através do Seminário de Vida no Espírito Santo. Eles vão tendo um contato com a Igreja viva e isso vai atraindo os jovens, as famílias, as crianças e para nós é fundamental, porque dele vai brotar um povo que vai crescendo no caminho da paz e vivendo o nosso carisma.”

 


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *