Shalom

CINZA

As nuvens se uniram, tempestuosas, pesadas e escuras. O céu deixou de ser azul. Escureceu. As crianças pararam de brincar e entraram em casa. ​Os transeuntes procuraram abrigo, esconderijo, correram pra se proteger. As ruas ficaram vazias. O vento varreu as folhas, caíram as primeiras gotas de chuva e com elas a sensação de abandono e tristeza instalou-se naquele dia sem cor.
Era cinza. Entre o branco e o preto, entre a luz e a treva, lá estava a cor triste. A cor que lembrava a destruição, tudo o que é consumido pelo fogo. A cor que lembrava a morte, o gris que rouba o brilho de nossos cabelos quando estamos no fim desta vida. As partículas suaves depositadas em nossa fronte, trazendo uma ordem e uma lembrança:  “Convertei-vos e crede no Evangelho”,  “Pois tu és pó e ao pó retornarás”.

Uma quarta-feira, quarenta dias. De Noé durante o dilúvio, de Moisés para receber a Lei, do povo judeu no deserto, do Egito para a terra prometida, de Elias para chegar ao monte e se encontrar com Deus, dos cidadãos de Nínive para obter o perdão de Deus. Quarenta anos duraram os reinados de Saul, Davi e Salomão, os primeiros reis de Israel. Quarenta dias para Maria e José apresentarem Jesus ao Templo, quarenta dias de Jesus retirado no deserto. Quarenta dias de Jesus ressuscitado instruindo seus discípulos, antes de subir aos céus e enviar seu Espírito.
Quarenta dias. Tempo de espera, expectativa, purificação, mortificação, deserto, abandono e confiança em Deus e suas promessas. Tempo de conversão, tempo de voltar. Tempo de penitência, jejum, esmola. Tempo de rasgar o coração. O tempo se fechou, é hora de procurar abrigo, esconderijo, sobriedade e silêncio. De confessar humildes e arrependidos a fraqueza e fragilidade de nossa condição humana. Na solidão acompanhada das profundezas de cada alma, a recordação de que a vida é efêmera e passageira e só há sentido na eternidade do Filho que deixa a companhia perfeita de seu Pai, para assumir em plenitude a fraqueza de nossa carne. Tão somente por amor e compaixão.
Eis o tempo favorável. Cinza. Nublado. Escondido. De conversão.
Shalom!

 

 

Redação Comunicação Belém 


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *