Igreja

Conheça o milagre de Irmã Dulce

José Maurício Bragança Moreira, que recebeu o milagre por intercessão de Irmã Dulce, contou como a conheceu e como aconteceu o milagre.

No dia 13 de outubro de 2019, no Vaticano, o Papa Francisco canonizará cinco beatos. Entre aqueles que serão elevados aos altares, encontra-se a nossa Beata Brasileira, Irmã Dulce. Para que uma pessoa seja reconhecida canonicamente como santa, são necessários dois milagres: um para a beatificação e outro para a canonização.

José Maurício foi o milagre esperado para que a Beata Irmã Dulce fosse reconhecida oficialmente como a primeira Santa Brasileira. Conhecida como “Anjo bom da Bahia”, poderíamos afirmar que tornou-se o “Anjo bom do Brasil”. José Maurício Bragança Moreira é músico e Maestro, casado e natural de Salvador, na Bahia. Tem 50 anos, é filho de Ernesto Lula Moreira e Therezinha Bragança Moreira, falecidos, também baianos e amantes da música como ele. Em uma entrevista ao Vatican News, José Mauricio contou um pouco sobre a sua relação de admiração e fé com a Beata Irmã Dulce.

Como o senhor conheceu a Irmã Dulce? 

Por ser conterrâneo de Irmã Dulce e viver na mesma cidade que ela, desde a minha infância, presenciei tanto meu avô materno quanto o meu pai fazendo doações para ajudar as divinas obras sociais de Irmã Dulce. E tive o prazer de encontrá-la por três vezes na vida.

Em uma dessas três ocasiões quando era menor aprendiz do Banco do Brasil, com 16 anos. Ela esteve na agência em que eu trabalhava autografando o livro que falava das suas obras. Neste dia me aproximei dela e pedi que ela autografasse o meu livro.

“ Neste momento, segurei a sua mão e dei um beijo foi aí que ela puxou a minha mão e a beijou também. Isso só confirmou o grande ser humano o qual eu já sabia que ela era. ”

Qual era a sua enfermidade? Como aconteceu o milagre?

Eu era cego dos dois olhos e no meio de uma crise inflamatória dos olhos num momento de muita dor peguei a imagem de Irma Dulce levei até os meus olhos e pedi que ela aliviasse a minha dor. Algumas horas depois o meu olho começou a voltar a enxergar. Dando a mim muito mais do que eu pedi pois nunca pedi para voltar a enxergar porque era impossível.

O que representa Irmã Dulce para a Bahia, para o restante do Brasil e para você?

Para a Bahia, Irma Dulce representa uma fonte divina de amor, carinho, dedicação ao próximo e entrega total a causa humana principalmente aos pobres. Para o Brasil ela é um exemplo de fé e luta, e para mim Irma Dulce representa o poder de interceder por nós até na enfermidade.

“ Irma Dulce representa a luz e a força de Deus. ”


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *