Shalom

Consagrados escolhem representantes da Assembleia Geral de 2019

Marcado pela oração, o processo de votação, além de definir os participantes, recolheu sugestões de temas para serem discutidos durante a AGO 2019.

No sábado, 24, os consagrados da Comunidade Católica Shalom, espalhados no mundo inteiro, participaram da eleição dos membros que viverão o retiro da Assembleia Geral Ordinária (AGO) em 2019. Marcado pela oração, o processo de votação, além de definir os participantes, recolheu sugestões de temas para serem discutidos durante o encontro no ano que vem.
 
Em Fortaleza (CE), lugar em que a Vocação Shalom nasceu, cerca de 1500 consagrados participaram do processo de discernimento. Antes de votar, eles pararam para escutar Deus em oração. Segundo Diego Macedo, missionário da Comunidade de Vida, a importância desse momento está no sentido de pertença à Comunidade.
 
Alan Gripp, consagrado mais jovem da Comunidade de Aliança do Rio de Janeiro (RJ), comenta que a votação representa uma grande missão que Deus dá para os membros da vocação discernirem o futuro da Comunidade. Nesse sentido, Katia Nery, também da Comunidade de Aliança do RJ, testemunha que a eleição deu a ela uma percepção mais concreta da sua consagração.
“É bom perceber que não é algo hierárquico, que eu faço parte da escuta e desse processo de discernimento”, comenta Raquel Vital, consagrada da Comunidade de Aliança de São Paulo.
Casado e consagrado da Comunidade de Aliança, Deusivan Furtado já participou desse processo outras vezes, inclusive na primeira Assembleia que ocorreu em 1998. Para ele, esse é um momento de graça para a Comunidade, uma vez que “há a consulta de todos os membros tanto sobre os assuntos quanto às pessoas que farão parte do Conselho”. Deusivan votou na missão de São Paulo.
 
Votação fora do país
 
Ronit Habib é consagrada da Comunidade de Aliança e mora em Haifa, Israel. “Estou muito feliz de fazer parte dessa experiência grandiosa”, partilha a missionária que participa pela primeira vez do processo. Ela confessa não gostar de votação, mas o momento a marcou por ter começado pela oração. A consagrada ainda afirma ter votado nas pessoas que Deus queria, apesar de não conhecer todas.
 
“O fato de estarmos longe de Fortaleza não nos faz separados, pelo contrário, pela oração estamos ainda mais unidos”, destaca Diego Rodrigo, consagrado da Comunidade de Vida que vive em Cabo Verde. Ele ainda pontua que a grande graça colhida desse tempo é a comunhão, o ser e ter um só coração. Na missão, há cinco consagrados. Enquanto um votava, os outros reversavam diante do Santíssimo Sacramento em adoração.
 
“É uma grande graça, pois estamos fazendo parte da história da comunidade e sendo instrumentos de Deus para definir com fidelidade criativa e auxílio do Espírito Santo o rumo do carisma para os próximos anos”, Higor Fontoura, consagrado da Comunidade de Aliança que vive em Boston, nos Estados Unidos. 
 
Padre Edie Bethlem, consagrado da Comunidade de Vida partilha que, durante a oração de preparação da votação, Deus fazia lembrar muitas coisas que já tinha prometido e o que estava fazendo na Comunidade. “Lembrávamos do Acamps de Budapeste, a construção da Igreja, a presença do Padre João no Dicastério para os Leigos, Família e Vida, no setor dos jovens. Existem coisas que são sinais do que Deus está falando para nós nesse tempo. Nos abrimos a essa profecia para vivermos nos próximos anos e desse modo a elegemos, escolhemos os temas e nos colocamos dentro desse aspecto profético”. O sacerdote mora em Roma, na Itália.
 
Temas sugeridos
 
“O carisma sempre vai ser o mesmo, mas é preciso encontrar formas que facilitem viver melhor a vida consagrada de acordo com o tempo atual”, explica o celibatário Ricardo Lima, da Comunidade de Aliança de São Paulo. A lista de temas sugeridos não é pequena. Contudo, muitos deles dão conta do pastoreio na comunidade, formação humana, política e psicológica dos missionários, aspectos vocacionais, evangelização nos novos meios, profissionalização da Comunidade de Vida etc. 
 
A Assembleia Geral Ordinária é o principal órgão de discernimento da Vocação Shalom. Ela acontece a cada seis anos e dura 15 dias. Tem como propósito avaliar as ações desenvolvidas em diversos âmbitos, além de prospectar, a partir da escuta do que Deus quer, os anos futuros.
 

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *