Mundo

Dia do amigo: “Tendo como fonte Deus, toda amizade será feliz”

IMG-20150720-WA0037“Um amigo fiel é uma poderosa proteção: quem o achou, descobriu um tesouro”, tomando como base esse trecho da bíblia, reconhecemos o amor e o valor da amizade para Jesus.  Comparar um amigo com um tesouro é o mesmo que comparar com algo muito valioso, pois sabemos que na bíblia a palavra tesouro, não é usado para qualquer coisa, mas para algo verdadeiramente valioso – único.

Interessante lembrar que os grandes tesouros são sempre bem guardados, para que “nem ladrão e nem traça” possa rouba-lo ou toca-lo, pois é algo precioso para quem o guarda. Assim também são os amigos, verdadeiros tesouros guardados no coração, como Jesus e como muitos santos na história da igreja souberam guardar e cultivar grandes amizades.

Jesus e Lázaro, São João da Cruz e Sta. Teresa de Ávila, São Francisco de Assis e Sta. Clara, São João Paulo II e Madre Teresa de Calcutá, são grandes exemplos de amizades que foram cultivados ao longo do tempo, provados e firmados no verdadeiro amor, tendo como meta a santidade.

As amizades mais sadias e verdadeiras são sempre aquelas que se dispões a pensar no outro, capaz de dar a vida como o próprio Jesus cita no evangelho de São João: “Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a sua vida pelos seus amigos.” Nunca voltada para si mesma e sim para o outro, garanto que essa amizade será fecunda e cheia de beleza e capaz de ser testemunho para muitos que buscam verdadeiras amizades.

Tendo como fonte Deus, toda amizade será feliz, porém sem deixar de existir as indiferenças, mas ao encontrá-las superadas com amor e dedicação mútua capaz de criar raízes eternas.

Pessoalmente, os amigos ocupam lugares especiais em minha vida, buscando ser exemplo de Cristo, provando a cada dia o amor por cada um, sendo presença, vou crescendo nessa virtude dada por Deus em ter amigos, em ter tesouros, me comprometendo em apontar cada dia o essencial dentro da nossa amizade: Cristo.

Vinícius de Moraes tem toda razão nessa frase, que particularmente gosto muito: “A gente não faz amigo, reconhece-os”, porque os amigos são presentes de Deus e o que nos resta é apenas reconhecer e cultivar.

Bruna Shellyda

Discipula da Comunidade de Vida em Natal


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *