Igreja

Dom Miguel Câmara, um pastor na casa do Pai

Dom Miguel Câmara, Arcebispo Emérito da Arquidiocese, faleceu na última quinta-feira (28) em decorrência de um quadro de pneumonia que se agravou. Por 25 dias internado em um hospital da capital, não resistiu e descansou aos 93 anos de idade.

Dom Miguel Fenelon Câmara Filho nasceu no dia 4 de abril de 1925, em Quixeramobim, município do Ceará. Desde criança já pensava em ser padre e com apenas 12 anos ingressou no Seminário Menor de Fortaleza.

Foi ordenado sacerdote aos 23 anos, em 8 de dezembro de 1948 com o Lema: Scio cui didi – “Sei em quem acreditei”. Nomeado pelo Papa João Paulo II, a ordenação episcopal foi em 19 de março de 1970. Desta data até o dia 5 de fevereiro de 1974 foi bispo auxiliar da capital cearense. Depois seguiu para o Estado de Alagoas em Maceió, e lá foi Arcebispo Coadjutor. Em 24 de novembro de 1976 tornou-se Arcebispo de Maceió. Nessas funções, cumpriu a missão de homem consagrado. Chegou na capital do Piauí no ano de 1984 e tomou posse como arcebispo metropolitano em 6 de janeiro de 1985. Foi o quarto arcebispo de Teresina. Seu episcopado foi marcado por importantes contribuições como o avanço das pastorais sociais.

Na celebração das exéquias, Dom Jacinto Brito, arcebispo metropolitano de Teresina, ressaltou: “O calor de sua fé continuará a nos aquecer e, sua bondade, traço característico de sua personalidade e pastoreio, permanecerá viva em nossos corações”. E acrescentou: “Ao longo de 70 anos de ministério presbiteral e 48 de episcopado, quanto o Evangelho ressoou pelos seus lábios, quanto os pés do mensageiro se apressaram em levar a Boa nova a milhares de irmãos, quer no Ceará e Alagoas, quer no Piauí.”

Dom Miguel Câmara na história da Comunidade Católica Shalom

Em 1972, Dom Miguel, na época bispo auxiliar de Fortaleza, estando muito preocupado com a situação da juventude na Arquidiocese, resolveu iniciar um trabalho de Evangelização mais eficaz no meio dos jovens, através de encontros e grupos de Jovens. Foi neste ambiente que Moysés Azevedo teve sua primeira experiência forte com Deus. (Cf. Hist 1992, 5)

Que Deus acolha este filho tão amado em Seus braços e que a Virgem Maria, por quem sempre demonstrou seu amor filial, o apresente a seu Divino Filho.


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *