Igreja

Em livro com discursos de Madre Teresa, Papa pede que jovens rompam com divisão, rechaço e medo

papa francisco e madre teresa

A poucos meses de sua canonização, Madre Teresa é a protagonista de um livro que reúne dois pronunciamentos inéditos da missionária em encontros com jovens e religiosas em 1973, em Milão.

O autor do prefácio do livro é o Papa Francisco, que santificará a missionária da caridade no próximo dia 4 de setembro, no Vaticano.

Sua reflexão sobre o texto se resume em cinco palavras: oração, caridade, misericórdia, família e jovens. Dirigindo-se precisamente aos jovens, que encontrará na próxima semana na JMJ de Cracóvia, o Papa convida a serem “construtores de pontes para romper a lógica da divisão, do rechaço, do medo dos outros” e “colocarem-se a serviço dos pobres”. “Não deixem que lhes roubem o futuro”, exorta.

RV17773_ArticoloNo livro, Madre Teresa afirma que “a doença mais grave não é a lepra ou a tuberculose, mas a solidão. Ela é a causa de desordens, divisões e guerras”.

No início do prefácio, o Papa lembra que “a Igreja não é uma ONG; as ONGs trabalham para projetos e nós trabalhamos para Alguém. A Igreja trabalha para Cristo e para os pobres nos quais Cristo vive, nos estende a mão, invoca ajuda, pede o nosso olhar misericordioso, a nossa ternura”.

Amemos quem não é amado” está sendo publicado na Itália pela Editora Missionária Italiana (EMI), tem 96 páginas e custa 8,55 euros.

Fonte: Rádio Vaticano


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *