Formação

Filho, tu és meu!

Nasci numa cidade do interior do Ceará chamada Cruz. Filhos de pais católicos, sempre tive o hábito de freqüentar a Igreja. Na adolescência ia à missa aos domingos, sempre procurava participar fazendo uma das leituras; existia muito forte em mim o desejo de servir a Igreja, cheguei a pensar até em ser padre, pois admirava muito uma pessoa que dedicava toda a sua vida no serviço a Deus e a Igreja.

Aos dezessete anos fui surpreendido pela separação dos meus pais, e isso mexeu muito comigo; parei de estudar e comecei a provar das coisas do mundo: bebedeiras, sexo, festas, etc, tudo isso em busca do amor e do carinho que não recebi do meu pai. Minha vida e meus valores mudaram completamente…
Mesmo nesse mundo de pecado e prazer desordenado, resolvi fazer o curso de Crisma. Durante uma pregação ouvi falar, pela primeira vez, sobre a Comunidade Shalom. Não sei o que aconteceu, mas senti um enorme desejo de conhecer essa Comunidade.
O tempo passou, me crismei, mas a minha vida continuava não muito diferente daquela de antes, e o pecado ia me afastando cada vez mais de Deus. Só não imaginava o que Ele seria capaz de fazer para me ter de volta.

Na sua providência o Senhor me trouxe para morar em Fortaleza na casa de um tio. Fiz amizade com um rapaz chamado Rodrigo, e através desse jovem comecei a perceber a mão de Deus que me conduzia no seu plano de amor e resgate. Descobri que os pais do meu amigo eram da Comunidade Shalom e depois de algum tempo de convívio e amizade recebi um convite para ir morar com eles. No início fiquei pensando no que os levaria a convidar um jovem como eu para ir morar com eles, pois nem me conheciam direito, mas descobri que tudo isso era obra da providência de Deus, e a partir do dia em que fui morar com eles a vida de pecado, angústia, depressão e até pensamentos de suicídio foi ficando para trás. Todo o vazio existente em meu coração foi sendo preenchido pelo amor de Deus, e isso eu pude sentir fortemente quando fiz o meu Seminário de Vida no Espírito Santo. O Senhor me dizia: “Filho, tu és meu!”.
A partir daí comecei a ter uma vida nova em Cristo, sou apaixonado por Deus, pela sua Igreja e pela minha Comunidade. Como vocacionado cresce em mim a sede de Deus e o desejo de me doar cada vez mais a este amor. Tenho gravado em meu coração essa frase: “Só Deus basta”.

João Batista de Menezes


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *