Pregação Frei Cantalamessa
Igreja

Frei Cantalamessa: Adorar significa “elevar a Deus um hino de silêncio”

“A adoração Eucarística é uma das formas mais eficazes de evangelização”. Palavras do Frei Raniero Cantalamessa na Quarta Pregação da Quaresma para o Santo Padre e a Cúria Romana na manhã desta sexta-feira (05/04).

O Padre Raniero Cantalamessa, Pregador oficial da Casa Pontifícia, continuou, na manhã desta sexta-feira (05/4), na Capela “Redemptoris Mater”, no Vaticano, as suas meditações de Quaresma, das quais participam o Santo Padre e a Cúria Roma.

Nesta quarta pregação, do período quaresmal, o Capuchinho continuou a aprofundar o tema: “Voltar para dentro de si mesmo”, extraído do pensamento de Santo Agostinho.

Frei Cantalamessa iniciou sua meditação recordando que, este ano, celebramos o oitavo centenário do encontro de São Francisco de Assis com o Sultão do Egito al-Kamil, ocorrido em 1219, ao regressar da sua viagem ao Oriente.

Deus vivo

Este evento, disse o Pregador, tem um detalhe que diz respeito ao tema das meditações quaresmais sobre o “Deus vivo”.Ao voltar do Oriente, o Pobrezinho de Assis escreveu uma carta de exortação aos Poderosos das Nações.

Acredita-se que o Santo tenha se inspirado na sua viagem ao Oriente, onde ouviu a oração vespertina dos muezins através dos minaretes. Um belo exemplo, não só de diálogo entre as diferentes religiões, mas também de enriquecimento mútuo.

Nós, cristãos, – disse o Pregador da Casa Pontifícia – temos uma imagem diferente de Deus: um Deus que é amor infinito, além de poder infinito, ao qual temos a obrigação primordial de adorar: “Virá a hora, e já chegou, em que os verdadeiros adoradores deverão adorar o Pai em espírito e verdade”, diz o evangelista João.

Adoração

A Igreja – disse Cantalamessa – retomou este ensinamento, fazendo da adoração o ato por excelência do culto. A adoração é o único ato religioso que não pode ser oferecido a ninguém, em todo o universo, nem sequer a Nossa Senhora, mas apenas a Deus.

A atitude externa, que corresponde à adoração, é, geralmente, a genuflexão, o gesto de dobrar os joelhos.

Mas, o que significa, realmente, adorar, perguntou o Frei Capuchinho. A expressão de adoração mais eficaz, do que qualquer palavra, afirmou, é o silêncio, na presença do Senhor Deus!” Adorar, segundo a maravilhosa afirmação de São Gregório de Nazianzeno, significa “elevar a Deus um hino de silêncio”! É consentir a Deus ser Deus. 

Um ato livre

Mas, adorar a Deus não é tanto um dever, uma obrigação, mas um privilégio, uma necessidade. O homem precisa de algo majestoso para amar e adorar! Ele foi criado para isto.  Não é Deus que precisa ser adorado, mas o homem que precisa adorar. No entanto, adoração deve ser um ato livre.

O Padre Raniero Cantalamessa concluiu sua quarta pregação de Quaresma dizendo que a Igreja Católica tem uma forma particular de adoração: adoração Eucarística, o culto eucarístico, a contemplação de Cristo e do seu mistério. Enfim, a adoração Eucarística é uma das formas mais eficazes de evangelização.

O Pregador terminou sua meditação com o Salmo: “Vinde, inclinemo-nos em adoração; ajoelhemo-nos diante do Senhor que nos criou. Ele é nosso Deus! Nós somos as suas ovelhas e ele o nosso Pastor”!

Leia também

Frei Cantalamessa: A condição essencial para se ver a Deus é a pureza de coração

Frei Cantalamessa: Procuramos Jesus fora de nós, mas Ele nos convida a voltar à nossa casa

Frei Cantalamessa: Na idolatria, o homem não “aceita” Deus, mas se faz “deus”

Frei Cantalamessa: Adorar significa “elevar a Deus um hino de silêncio”


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *