Gesù Risorto
Formação

Jesus é o Senhor

O mistério da Ressurreição nas palavras do fundador da Comunidade Shalom.

Cristo Ressuscitou, Aleluia! Sim, verdadeiramente Ressuscitou, Aleluia!

Esta verdade é que muda tudo. Muda a minha vida, a sua vida, muda a história dos homens. Esta é a verdade que nos salva. Não são as vãs palavras. Não são os sentimentos que nós trazemos, nem mesmo as nossas ideias e nem as ideias do mundo que nos salvam. O que nos salva, o que salva o mundo, o que salva a história, o que salva todos os homens, o universo, é que: Cristo Ressuscitou, Aleluia! Sim, verdadeiramente Ressuscitou, Aleluia!

Este é um dia de alegria. Este é um dia de júbilo. Nós, cristãos, não podemos ter uma memória fraca, porque disso depende a nossa salvação. A nossa memória deve sempre se recordar. Esse é um dia de alegria porque o mal foi definitivamente vencido na carne, porque Cristo ressuscitou em corpo, alma e espírito. Ressuscitando na carne nos ressuscita, e inclusive a nossa carne, toda a nossa humanidade com tudo. Toda a desordem que possa haver dentro de nós, Ele ressuscita.

Com a ressurreição de Cristo, Jesus inaugura um movimento irreversível, irreversível! Olha só! Jesus inaugura um movimento irreversível de criação de um homem novo, de um mundo novo. Irreversível! Irreversível! De um mundo novo. Você está dentro de uma dinâmica. Se você crê em Cristo, se confia Nele, se persevera Nele, você está dentro de uma dinâmica de um movimento irreversível. A história caminha para esse movimento irreversível. Não tem como voltar atrás, graças a Deus! Irreversível de um mundo novo, que já está presente e começa a agir na nossa vida.

Há uma potência dentro de você. O problema é que nós muitas vezes não nos damos conta disso e não nos apossamos disso nas nossas batalhas e nas nossas lutas. Quando vamos enfrentando os desafios, nós não nos damos conta de que há um poder, há um amor, há uma graça, há uma vitória irreversível de Deus dentro de nós. Nós podemos usufruir dessa vitória para implantar na nossa vida, para vencer todos os desafios na nossa luta contra o pecado e contra o mal.

Cristo transfigurou a nossa carne no Seu corpo glorioso. Aquilo que era mortal, Ele transformou em imortal.  Quando o Filho de Deus, o Verbo se fez carne, Ele assumiu toda a nossa natureza mortal. Na cruz, Ele assumiu inclusive os nossos pecados, debilidades e enfermidades. Assumindo tudo isso na carne, quando Ele ressuscitou, veja! Ele venceu no Seu corpo glorioso toda a debilidade da nossa carne, toda a debilidade da nossa humanidade. Ele venceu! Cristo transfigurou a nossa carne no Seu corpo glorioso. No corpo glorioso de Cristo já brilha transfigurada a minha e a sua carne.

Há uma nova existência agindo dentro de você. Há uma nova existência nas opções, das mais simples às mais complicadas, quando o pecado se apresenta diante de você, quando você tem de optar entre fazer a vontade de Deus e não fazer. “Ah, eu sou fraco e aí eu não faço”, não! Cristo ressuscitou, você é um forte! Você é fraco sim, na sua debilidade, mas aquele que vive em ti é forte, é mais forte do que a tua debilidade, e uma nova existência existe dentro de ti, e na sua fraqueza, apoiado na fortaleza Dele, você pode dizer como São Paulo: “Tudo posso naquele que me fortalece!”1 . Tudo posso. Posso escolher o bem, posso escolher a verdade, a santidade. Posso escolher viver a minha vocação. Posso escolher estar em um retiro de Semana Santa ao invés de estar por aí rodando. Posso escolher estar no meu grupo de oração, estar na minha célula. Posso escolher a pureza, o amor de Deus, a misericórdia, porque tudo posso Naquele que me fortalece. Tudo posso.

Às vezes vivemos sob ainda o peso da história, da nossa história: “Ah, faço isso por causa do meu ai, da minha mãe, do meu avô, do meu tio”, mas você está diante do Cordeiro redivivo. Ele venceu a história, inclusive a sua! Ponha-se ao lado desses homens, mire os seus olhos diante do Cordeiro imolado e você vai ver que a história não pode te esmagar. Sem Ele seríamos esmagados. Sem Ele a história teria poder sobre nós para nos destruir. Com Ele nós estamos de pé, também somos vitoriosos na história! A sua história não tem o poder para determinar a sua vida, porque Cristo entrou na história, inclusive na sua, lhe ergueu e junto com Ele lhe pôs de pé. É a este que nós seguimos, o Cordeiro imolado redivivo, que está de pé, de pé!

De pé!

Nós só nos ajoelhamos diante Dele. Nós não nos ajoelhamos diante do pecado e da morte. Nós não nos ajoelhamos diante da debilidade. Nós não nos ajoelhamos diante das feridas. Nós só podemos nos ajoelhar diante Dele. E ajoelhados diante Dele, Ele nos ergue, e diz: “Fica de pé!”, e ficar de pé para que? Para apresentarmos a Ele os nossos melhores perfumes, como aqueles anciões, para darmos a Ele toda a nossa vida, tudo o que nós somos, tudo o que nós temos em gratidão, para não reter nada em nós mesmos, porque Ele é um vitorioso e nos faz vitoriosos Nele, e a nossa gratidão é eterna por Ele. Sim, diz a passagem do Apocalipse, os homens estão de pé só porque o Cordeiro está de pé. Caso contrário, cairiam todos sob o peso da história, mas não! Ele venceu a história e Ele está de pé!

Ele ressuscitou para mim, para você, para que nós ressuscitemos Nele, para que saiamos dessa vida medíocre que ainda nos arrasta e nos empurra para baixo, e para vivermos essa existência nova que só Ele pode dar com a força da Sua ressurreição.

Cristo Ressuscitado, Tu estás no meio de nós. Humildemente nós Te pedimos: justifica-nos neste dia, torna-nos justos com a força da Tua ressureição. Que morra em nós o pecado e a morte. Que viva em nós a Tua vida divina. Enche-nos do Teu Espírito, ressuscita-nos Contigo. Acende em nós o desejo de Deus e da Sua santa vontade. Dai-nos a graça de detestar o mal e apegar-nos ao bem supremo da Tua vontade, ó Cristo Ressuscitado. Ressuscita-nos Contigo e nos faz aspirar às coisas do Alto.

Ó Mãe, de pé diante da cruz, alguns exegetas, Padres da Igreja dizem que Tu não foste a sepulcro pela Tua confiança absoluta na ressurreição do Teu Filho, porque Ele mesmo disse que ressuscitaria no terceiro dia. Ó Mãe querida, comunica-nos essa fé, esse desejo esponsal de Cristo que nos faz abraçar o bem e detestar o mal, esse desejo da vontade do Pai, como ardia no Teu coração. Para que pela força da ressurreição de Cristo nós sejamos testemunhas da Sua ressurreição, como uma rede, com os olhos fixos Nele, com uma mão no irmão e a outra resgatando almas do mar da morte, para que todos juntos permaneçamos de pé diante do Cordeiro redivivo, ofertando os nossos melhores perfumes. A Ti recorremos, a Ti pedimos e a Ti nos confiamos.

Cristo Ressuscitou, Aleluia! Sim, verdadeiramente Ressuscitou, Aleluia!

(Trechos da pregação de Moysés Azevedo no Retiro da Semana Santa, Fortaleza, 2018. Mantido o tom coloquial)

____

1 Filipenses 4, 13.

 


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *