Notícias

Jivanilson Barbosa fala sobre o serviço no grupo de oração

Segundo o missionário, Deus nos coloca sempre no lugar certo, na missão certa, para que, neste local, nós possamos dar frutos, mas não qualquer tipo de fruto.

Aqueles que trilham o Caminho da Paz são chamados a partilhar seu tempo e suas habilidades por meio do serviço na Obra em vista da evangelização. Esse tema é abordado no livro Dez dicas sobre grupo de oração, da Edições Shalom. O capítulo que trata do serviço foi escrito por Jivanilson Barbosa, consagrado da Comunidade Vida que tem vasta experiência de serviço na Comunidade Católica Shalom. Em entrevista ao comshalom, o celibatário contou como foi escrever o capítulo, comentou a relação do serviço com seu Estado de Vida e ainda deu uma importante dica para quem quer servir na Igreja.

“Eu nunca tinha escrito, eu fiquei muito inseguro, mas, ao mesmo tempo, eu senti que tinha como colaborar”, revela Jivanilson. Para ele, partilhar sobre a dimensão do serviço no grupo de oração foi dar de graça o que de graça recebeu. Além de referências fundamentais sobre o serviço na Igreja, o texto do missionário traz a sua experiência de mais de uma década no setor apostólico da Comunidade em Fortaleza – CE. No capítulo, ele aborda, entre outros aspectos, o serviço como via de salvação e de amor a Deus.

O amor que Jivanilson tem pela vinha transborda em seu Estado de Vida. “O sentido do meu celibato está no outro, por isso o serviço é algo latente dentro de mim, a minha consagração no celibato só tem sentido assim”, ressalta. Quando recebeu o convite para escrever o capítulo, ele não hesitou, sua dúvida era só por onde começar a falar de algo tão belo. O missionário conta ainda que, ao longo de sua caminhada, não recorda nenhum vez que Deus, por meio da Comunidade, tenha pedido algo que ele se negasse a fazer. “A oferta do celibatário é sempre a oferta do todo”.

Para melhor servir a Deus na Igreja, na Obra, na Comunidade, Jivanilson dá a seguinte dica: “Caminhar na confiança de que Deus nos coloca sempre no lugar certo, na missão certa, para que, neste local, nós possamos dar frutos, mas não qualquer tipo de fruto, é fruto cem por um, em nossas vidas a nível pessoal, mas também na missão que Deus nos confia. Se Deus nos colocou em um lugar é preciso nos abandonar confiantes nEle para melhor nos ofertar”. O missionário explica ainda outros pontos relevantes sobre o serviço e a vinha no livro Dez dicas sobre grupo de oração.

Dez dicas sobre grupo de oração

O livro compila os principais pontos para bem conduzir o grupo de oração, segundo a experiência da Comunidade Católica Shalom. São dez temas: a gênese do grupo de oração no Shalom, a intimidade com Deus, o louvor e oração comunitária, a formação, o acompanhamento pessoal, o serviço, a comunhão de bens, a vida fraterna, a vida carismática e o perfil do coordenador. 

Adquira já o seu livro

Qual ministério na Obra Shalom você serve?

Cada apostolado com a sua particularidade deixa a Obra Shalom, a Comunidade, a Igreja ainda mais bela. Um complementa o outro. Um precisa do outro.

 

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *