Edina Barbosa
Shalom

Jovens partilham sobre a graça da intercessão dos santos para a vinda ao CJS

“Eu não tinha como pagar o pacote e a inscrição e surgiu a ideia de vender água e alfajor. Eu e um grupo de amigos fomos às ruas para vender estes produtos e pedindo a intercessão de Santa Teresinha para que nós pudéssemos vivenciar este momento maravilhoso para nossas vidas.” Idelania Simplício

Na vida de muitos jovens que estiveram no CJS, houve uma grande intervenção de Deus através da intercessão dos Santos na hora de garantirem sua presença no encontro. No caso de Edina Barbosa de Itapipoca-CE e da Idelania de Juazeiro do Norte-CE, a intercessão foi de Santa Teresinha do Menino Jesus, patrona da Juventude Shalom, com novena e preces.

Em outros casos, como de Maria Rafaela de Aracaju-SE e João Felipe de Goiânia-GO, a presença no Congresso foi fruto da intercessão de São José, que para a Comunidade Shalom é um forte canal da providência de Deus.  Confira os testemunhos:

Intercessão de Santa Teresinha do Menino Jesus

 

“Desde que eu escutei falar sobre o CJS, foi gerado em meu coração gerou uma inquietação muito grande de participar do evento, mas eu não sabia como conseguir. Até então fiz muitas coisas para vir, mas acabei desistindo por conta do trabalho, a correria do dia, enfim, acabei esmorecendo. A inquietação de vir permaneceu porque eu ouvia o testemunho dos irmãos. Então, comecei a fazer a novena de Santa Teresinha do Menino Jesus e questionei à Santa se era vontade de Deus ou não e pedi um sinal. Eu não tinha dinheiro, não tinha nada, não tinha feito nada, estava há uma semana antes do congresso e não dava tempo fazer nada. Fui trabalhar e no dia seguinte (segundo dia da novena) a minha patroa decidiu me apadrinhar e foi um sinal de Deus, mas quando vi no site da inscrição só dava para fazer com cartão e eu não tinha. No sexto dia, consegui um cartão de crédito e estou aqui muito feliz colhendo as graças de Deus. Vou tocando na total pertença à Deus, no sentido de que está todo mundo junto, de vários países, tocando no mesmo Deus, na mesma primazia, e vai gerando uma grande alegria, um grande desejo de ofertar minha vida pelos jovens, uma grande renovação na oferta da minha vida.” Edina Barbosa, postulante da Comunidade de Aliança Shalom em Itapipoca-CE.

“Eu não tinha como pagar o pacote e a inscrição e surgiu a ideia de vender água e alfajor. Eu e um grupo de amigos fomos às ruas para vender estes produtos e pedindo a intercessão de Santa Teresinha para que nós pudéssemos vivenciar este momento maravilhoso para nossas vidas. O CJS na minha vida tem sido processo de cura, de Deus falando ao meu coração de coisas que antes já tinha falado e que no Congresso vem só confirmando”. Idelania Simplício, membro da Obra Shalom de Juazeiro do Norte-CE

Intercessão de São José

“Eu sou estudante e postulante da Comunidade de Aliança, por eu ter que gastar com um retiro da Comunidade, este congresso estava fora dos meus planos. Mas depois pensei que precisava vir para o CJS, pois seria internacional. Me coloquei a fazer a novena à José e no sétimo dia, recebi uma doação e um desconto na agência de viagem. Todas as línguas, muitos povos juntos num só lugar, com o mesmo carisma: para mim viver isso, com meus sentidos concretamente é um renovar para minha vocação”. Maria Rafaela, postulante da Comunidade de Aliança Shalom em Aracaju-SE.

“Em março, mês de São José, ganhei um ícone do santo de um amigo e senti que ele queria estar muito mais próximo de mim e, em particular, queria me conceder uma graça muito grande. Um discípulo da Comunidade de Vida chegou em Goiânia esse ano e, na primeira vez que o vi, ele me disse que me traria ao CJS. Depois de um tempo comecei a fazer a Novena para conseguir o dinheiro e, no primeiro dia, tive uma conversa muito sincera com São José e era como se ele tivesse atendido, naquele momento, meu pedido. Não cheguei a terminar a novena nenhuma vez, embora tenha começado mais de uma vez. Porém, o meu coração ainda estava desejoso pelo Congresso. Um tempo depois recebi uma mensagem da minha madrinha de Crisma perguntando se eu queria ir ao Congresso e faríamos de tudo para ir. Quanta alegria me trouxe aquela mensagem. Não somente isso, mas minha mãe começou a trabalhar em agosto e tinha o dinheiro necessário. Pude ver que Deus me queria nesse Congresso. Enfim, eis-me aqui no CJS, onde estou pela graça de Deus através do meu amigo do céu, São José”. João Felipe, membro da Obra Shalom na missão de Goiânia-GO.

Matheus Araújo


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *