Oração

Lectio Divina com o Evangelho da Cátedra de São Pedro

A Lectio Divina é um exercício da escuta pessoal da palavra de Deus. Funciona como uma escada de quatro degraus espirituais: leitura, meditação, oração, contemplação. Assim os degraus são para nos abrir a ação do Espírito Santo. No Estudo Bíblico de hoje, vamos rezar com o Evangelho da Festa da Cátedra de São Pedro (Mt 16, 13-19).

“A Cátedra de Pedro simboliza a autoridade do Bispo de Roma, chamado a desenvolver um peculiar serviço para todo o Povo de Deus. Rapidamente depois do martírio dos santos Pedro e Paulo, à Igreja de Roma é, de fato, reconhecido o papel primordial em toda comunidade católica, papel atestado já no II século por Santo Inácio de Antioquia (Aos Romanos, Pref.: Funk, I, 252) e por Santo Irineu de Leão (Contra as heresias III, 3, 2-3). Este singular e específico ministério do Bispo de Roma foi reforçado pelo Concílio Vaticano II. «Na comunhão eclesiástica, – lemos na Constituição dogmática sobre a Igreja – existem legitimamente as Igrejas particulares, que gozam de próprias tradições, permanecendo íntegra a primazia da Cátedra de Pedro, a qual preside a comunhão universal da caridade (cf. S. Inácio Ant., Ad Rom., Pref.), tutela a variedade legítima, e junto vigia afim de que o que é particular, não só não fira a unidade, mas a sirva» (Lumen gentium, 13)” (BENTO XVI).

Vamos rezar juntos

Após fazer o sinal da cruz, reze a seguinte oração:

“Vinde, Espírito Santo, enchei os corações dos vossos fiéis e acendei neles o fogo do vosso amor. Enviai Senhor, o vosso Espírito, e tudo será criado; e renovareis a face da terra. Oremos: ó Deus, que instruístes os corações dos vossos fiéis com a luz do Espírito Santo, fazei que apreciemos retamente todas as coisas segundo o mesmo Espírito e gozemos sempre da sua consolação. Por Cristo Senhor nosso. Amém”. 

Primeiro passo – Leitura Mt 16, 13-19

Naquele tempo, 13Jesus foi à região de Cesareia de Filipe e ali perguntou aos seus discípulos: “Quem dizem os homens ser o Filho do Homem?” 14Eles responderam: “Alguns dizem que é João Batista; outros que é Elias; outros ainda, que é Jeremias ou algum dos profetas”. 15Então, Jesus lhes perguntou: “E vós, quem dizeis que eu sou?” 16Simão Pedro respondeu: “Tu és o Messias, o Filho do Deus vivo”.  17Respondendo, Jesus lhe disse: “Feliz és tu, Simão, filho de Jonas, porque não foi um ser humano que te revelou isso, mas o meu Pai que está no céu. 18Por isso, eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra construirei a minha Igreja, e o poder do inferno nunca poderá vencê-la. 19Eu te darei as chaves do Reino dos céus: tudo o que tu ligares na terra será ligado nos céus; tudo o que tu desligares na terra será desligado nos céus”.

Celebrar a Cátedra de São Pedro é reconhecer que nas Palavras de Cristo emana toda força de verdade da autoridade papal na Igreja: “tu és Pedro, e sobre esta pedra construirei a minha Igreja”. Reconhecer Cristo como Messias requer uma graça de Deus, que a nós cabe professar essa fé como Pedro, que principiou essa verdade de fé que nós devemos reafirmar.

O que mais você percebe com a mensagem deste texto? Anote no seu caderno de oração.

Segundo passo – Meditação 

O que Jesus é para nossas vidas hoje? Sou capaz de reconhecê-lo como Messias, ou não consigo ter um olhar de fé diante desse questionamento? O que devo fazer para restaurar a minha fé? Quando e em que circunstâncias eu fraquejo na minha fé? Confronte a mensagem deste texto com a sua vida, o que você percebe? O que o texto diz para você de forma pessoal?

Terceiro passo – Oração

Meu Deus de amor, sei que és o Messias, mas ainda é dificultoso para mim professar essa fé quando vem as dificuldades. Dá-me Senhor a graça para perceber o Teu Senhorio em meio às minhas dificuldades, resistências e fraquezas…

Prossiga com uma oração feita por você, diante do que você percebeu em sua vida. Se desejar, pode anotar no seu caderno.

Quarto passo – Contemplação 

Senhor, creio que és o Messias, meu mestre e salvador, que cuida de mim e luta em meu favor. Reconheço-Te como meu único e verdadeiro Deus. A ti pertence a minha adoração e louvor. Por isso, quero Te agradecer por tudo que realiza em mim, pela graça depositada na minha vida pelos teus feitos de amor. A ti minha vida, minha oferta, e o meu coração.

Diante de tudo aquilo que Deus direcionou você, ponha-se diante dEle e deixe-se por Ele ser guiado para este momento, se Ele quer que você silencie, ou louve, ou medite, faça. Esteja à sua disposição.

Após o momento de contemplação, anote no seu caderno o que mais chamou a sua atenção, o que ficou mais forte, o que mais marcou e transformou você.

Quinto passo – Ação

A partir daquilo que você experimentou de Deus, escreve no seu caderno um ação para ser realizada ainda hoje ou pelo menos nesta semana.

Finalize a Lectio Divina entregando tudo o que você viveu nas mãos de Nossa Senhora para que ela interceda.

Entenda a Festa da Cátedra de São Pedro


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *