Igreja

Medições da Sexta-Feira Santa em uma Catedral

CatedralEm meio ao silêncio que ecoa das alturas da Catedral Primacial do Brasil, hinos e orações vão fazendo centenas de pessoas viverem a Sexta-Feira da Paixão, eram 8h30mim, do dia 16/04/2014. Depois, entra o Padre Denys Lima, missionário da Comunidade de Vida Shalom. As palavras do sacerdote mais que remeterem à memória da graça própria do dia, levava às pessoas a unirem à Cruz, os sofrimentos da vida cotidiana. O momento foi concluído com uma oração suave e inspiradora ao recolhimento fruto de uma forte ação da graça proporcionada pelo retiro em uma Igreja de Arquitetura tão Antiga (século XVII). Ao mesmo tempo, uma fila de confissão, e, o padre, confessando em cerca de 10 idiomas distintos.

Houve uma pequena parada, para alguns beberam água mineral, água de coco ou comerem pão em uma lanchonete improvisada na parte de baixo da Igreja, um lugar cuja decida lembra um pouco um porão de antigos castelos. Outros continuavam entre às portas da catedral e os bancos, conversando, acolhendo os dezenas de turistas e peregrinos de toda parte do mundo e do país que não cessavam de entrar e sair; este ano, bem menos que em outros, ofuscados pela insegurança pública que tomou a cidade com a greve dos policiais militares. Além dos pobres de todo tipo que estão sempre nas escadas e pórtico da Igreja.

Confira as fotos da manhã: https://www.comshalom.org/galleries/retiro-de-semana-santa-sexta-feira-santa/

 

 

 

Sexta-feiraSantaDSCF1818 (Cópia)

Via Sacra. Em cerca de duas horas, mais de 30 jovens e adultos encenaram 14 estações da vida de Jesus em seus últimos momentos até sua morte e sepultamento. Dança, texto, música, orações, teatro, compuseram as meditações. A elegância da encenação em sua simplicidade marcou de emoção cada detalhe e enfoque na verdade bíblica. Foram 32 personagens, em 14 cenas, em atos simultâneos.

Ver fotos aqui: https://www.comshalom.org/?p=106677

 

DOmMurilo

 

Liturgia da Paixão. Às 15h, o Arcebispo Primaz do Brasil, Dom Murilo Krieger, presidiu a Liturgia da Paixão e Morte de Nosso Senhor Jesus Cristo, na Igreja da Ordem Primeira do Carmo de estilo neoclássico e sacristia em rococó, construída no início do século XVII. Em seguida, a procissão do Senhor Morto (leia o texto aqui)


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *