Notícias

Missão Shalom Teresina completa 17 anos

Conversamos com Alzenyr Paz, uma das pessoas que participou da chegada do Shalom em Teresina e vamos partilhar por aqui uma parte dessa linda história.

Atualmente, a missão Shalom Teresina conta com um Centro de Evangelização no Jóquei e outro Centro de Evangelização no Horto, além de vários locais para encontros e celebrações nas irradiações.

Conversamos com Alzenyr Paz, consagrada da Comunidade de Aliança, uma das pessoas que participou da chegada do Shalom em Teresina e vamos partilhar por aqui uma parte dessa linda história de entrega de vida para construção do reino de Deus.

Amigos do Shalom

Antes da chegada da Comunidade houve um grupo denominado “amigos do Shalom”, membros da Renovação Carismática Católica na Paróquia de Fátima que sentiam o desejo de vivenciar do carisma Shalom. Por algumas vezes, esses membros se deslocavam até a cidade de Fortaleza para participar dos momentos de oração, retiro e formação Shalom.

Com isso, surgiu um contato maior com a Comunidade que constantemente vinha à Teresina para fazer as formações, orações e acompanhamentos, um dos carros chefes do carisma. 

“Fazíamos bingos, reuniões e pedíamos contribuições para trazer essas pessoas. As reuniões aconteciam até na nossa própria residência”,explica Elzeny.

Com o tempo muitas pessoas somaram ao grupo e obviamente os desafios surgiram (um deles o espaço físico para os encontros). “Mas com a convicção de que a obra era de Deus e se fosse da vontade Dele, a missão de evangelização Shalom em Teresina iria acontecer”, declara.

Sou Shalom

Com o aumento do grupo, havia também a curiosidade por parte de outras pessoas em saber o que de fato seria a Comunidade e o que ela poderia oferecer. Segundo Elzeny, alguns dos que participavam percebiam ali outras vocações, e outros carismas. Fortalecendo, inclusive, o grupo inicial que tinha o propósito e discernimento para entender, reconhecer e mostrar: “Você, eu não sei, mas eu sou Shalom”.

“Nos momentos de oração o Senhor nos dava a profecia de que essa terra era fecunda, terra de missão, terra que teria pessoas para aumentar na evangelização junto a igreja de Teresina”.

A obra foi crescendo e surgiu a necessidade de alugar uma casa, embora os tempos fossem difíceis para recursos financeiros. Deu-se início também o pedido de reconhecimento do Shalom como obra de evangelização na Arquidiocese de Teresina.

“Na época tivemos muito apoio do padre Tony Batista e padre Carlos Wagner que nos ajudaram a conduzir o Shalom nesses tempos em Teresina. A acolhida desses dois padres foi fundamental para apresentar para Arquidiocese o que é o Shalom”, relembra.

Formalização na Arquidiocese

Em maio de 2002 o então Arcebispo Dom Celso Pinto (in memorian), recebe o documento solicitando o pedido de formalização da missão em Teresina, focando a necessidade de avançar na evangelização dos jovens.

“Ele sempre colocava a frente a evangelização dos jovens, principalmente os universitários. Avancem, pois a igreja de Teresina precisa de vocês em favor dos jovens. Temos uma gratidão muito grande ao Dom Celso, que em muito apoiava e amava nossa comunidade. Graça que se estendeu também ao nosso atual bispo Dom Jacinto Brito, que sempre nos convida nos momentos de evangelização desafiadores”, declara.

Com ampla aceitação por parte da Arquidiocese, uma das orientações ao Shalom era caminhar em unidade com a Igreja. Recomendação que tem sida cumprida ao longo desses dezessete anos. 

As primeiras casas

O grupo amigos do Shalom se reunia no salão da paróquia de Fátima, então o pároco orientou que as primeiras atividades também fossem desenvolvidas na região daquela paróquia. “Jejuamos, oramos e fomos conversar com o padre que nos deu a orientação e liberação para alugarmos uma casa”.

A casa amigos do Shalom funcionou na Avenida Nossa Senhora de Fátima, esquina com a Lindolfo Monteiro, onde atualmente funciona uma clínica veterinária.

Segunda casa:

Já como missão Shalom Teresina, o primeiro Centro de Evangelização funcionava no endereço denominado “rua particular”. A casa foi demolida e atualmente funciona uma farmácia no local. “Várias pessoas descobriram seu lugar na Igreja ainda naquela casa. Algumas delas hoje são carmelitas, missionários Canção Nova, e até outras comunidades.”

A missão cresceu e foi necessário um espaço maior para as atividades.

Terceira casa:

Localizada na Rua Cinegrafista Marques, a segunda casa fomentou o desejo da vivência da vocação com qualidade e formação. “Éramos poucos e fazíamos tudo como os primeiros missionários. Nossa primeira responsável local foi a Ana Carolina Dantas. Tivemos também outros cinco missionários nessa época mas não chegávamos a quinze no total”, lembra.

Como toda árvore que produz bons frutos, a missão cresceu e logo foi necessário procurar um outro espaço que comportasse todos os membros.

Quarta casa:

Localizada na Avenida Dom Severino, o local que recebia missionários e membros da obra, hoje abriga uma loja de departamento. Pois com a graça de Deus, a obra novamente cresceu e foi necessário outro deslocamento de sede.

Quinta casa:

Talvez uma das mais conhecidas até agora, pois foi lá que a missão teve um crescimento exponencial por Teresina.

Localizada na avenida Jóquei Clube, próximo ao supermercado, o local que antes funcionava uma escola, também era conhecido por Obra Vida, devido ao nome da escola.

Até aquele período a missão Teresina contava com quatros Responsáveis Local: Ana Carolina Caldas, Daniela Borges, Cristina Josefa. Chegando também o quarto e atual RL, Filipe Diniz.

Sexta casa:

Localizada à Rua Manoel Nogueira Lima, o atual Centro de evangelização, com vários grupos de oração também já está em fase de expansão.

Com isso foi criado outro Centro de Evangelização pela região (localizado no bairro Horto) e difusões pelo bairro Mocambinho e Saci, além dos municípios de Pedro II, Picos e cidades do Maranhão.

“Da segunda casa em diante já contávamos com mais missionários, e só aumentamos a cada dia, graça a Deus”, finaliza.

A missão Teresina cresce na graça, na qualidade e na vontade  de fazer você sentir e pertencer a esse carisma que não se explica, SE SENTE!!


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *