Igreja

Missionárias não deixarão obra no Iêmen mesmo depois da morte de 4 freiras

RV13898_Articolo
A quatro religiosas assassinadas na sexta-feira (3)

As Missionárias da Caridade comunicaram segunda-feira (07/03) que não abandonarão sua obra no Iêmen, mas continuarão a servir os pobres e necessitados.

“Madre Teresa sempre esteve nos rincões mais remotos do mundo, independentemente da situação”, recordam. Em Calcutá, na Casa-mãe da Congregação, as religiosas celebraram uma Eucaristia em sufrágio de suas 4 irmãs mortas no ataque de fundamentalistas em Aden, quinta-feira (04/03).

O pesar do Papa, domingo

Domingo (07/03), no encontro com os fiéis para a oraç]ao do Angelus, o Papa mencionou Madre Teresa, condenando o massacre ocorrido na casa para idosos no Iêmen, quando as religiosas foram assassinadas.

A data será anunciada terça-feira, 15 de março

No consistório ordinário de 15 de março, Francisco vai assinar o decreto para a canonização de Madre Teresa de Calcutá e anunciará a data para a proclamação de santidade da religiosa.

Anjezë Gonxhe Bojaxhiu nasceu em 1910, em Skopje, atual capital da Macedônia, e faleceu em setembro de 1997. João Paulo II a beatificou em 19 de outubro de 2003.

Brasileiro miraculado

O milagre confirmado pela Congregação das Causas dos Santos que abriu caminho para a canonização de Madre Teresa de Calcutá é atribuído à intercessão da Beata no caso de um homem brasileiro de 35 anos, afetado por uma grave doença no cérebro que se curou de uma forma tida como inexplicável.

Vencedora do Nobel da Paz em 1979, a fundadora das Missionárias da Caridade na Índia, Madre Teresa, absorveu o estilo de vida bengali e se dedicou aos pobres e doentes de hanseníase. Trabalhava nas ruas de Calcutá sempre com seu sari branco debruado de azul, a imagem com que o mundo se habituou a vê-la.

A Congregação cresceu rapidamente e hoje conta cerca de 4.500 religiosas em mais de 130 países, onde têm em torno de 700 casas dedicadas a ajudar os mais desfavorecidos.

Fonte: Rádio Vaticano


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *