Notícias

Moysés Azevedo comenta aniversário de 30 anos do PJJ

Em entrevista ao comshalom, Moysés comentou as três décadas de evangelização através do PJJ. Conheça um pouco a história dessa inspiração de Deus para a Vocação Shalom.

Moysés Azevedo, fundador da Comunidade Católica Shalom, partilha sobre os 30 anos do Projeto Juventude para Jesus (PJJ). Ele destaca momentos marcantes, faz memória de pessoas importantes e comenta o novo que Deus fará por meio da fidelidade à Sua Santa Vontade.

 

Cofundadora da Comunidade Católica Shalom, Emmir Nogueira ressalta que Deus tem investido bastante na juventude, pois muitos foram os resgastes que Ele fez através dos próprios jovens.

Para a consagrada, os jovens na Vocação são como uma âncora que leva os missionários a sempre fazerem memória de fé, de amor e de esperança. Emmir ainda agradece aos jovens por dizerem sim aos planos de Deus.

Tudo começou assim…

O ano era 1988, seis anos após a fundação da Comunidade Católica Shalom. De um encontro de oração e formação para uma ousada proposta que já estava no coração de Deus. A Vocação Shalom ainda não era conhecida como hoje. O que se observava na época é que a grande maioria dos participantes da Obra já não tinha o rosto juvenil como no início.

Dessa clara constatação e inquietos com o número de jovens frequentadores, começou na Comunidade a ser gerado o desejo de um trabalho pastoral mais direcionado à juventude. O coordenador e então responsável por encabeçar essa ação na época foi o jovem consagrado Carmadélio Sousa, que levou a sério a proposta sobre “primazia da juventude” na evangelização Shalom.

Depois de um apurado discernimento com o Conselho Comunitário, a ideia tornou-se efetiva através do lançamento oficial do Projeto Juventude para Jesus (PJJ) na cidade de Fortaleza, no dia 21 de maio de 1989.

Projeto Juventude para Jesus (PJJ)

O projeto foi desde seu início uma inspiração a serviço da evangelização dos jovens e tinha, em sua proposta, inúmeros e variados eventos criados para atrair e servir a juventude. Por exemplo, torneios esportivos, acampamentos, congressos, shows artísticos, Seminário de Vida no Espírito Santo e principalmente grupos de oração onde se buscava aprofundar a experiência com Jesus Ressuscitado, razão de ser do carisma e do PJJ.

“O imenso fluxo de pessoas para o lançamento do projeto em maio de 1989, além da presença de nosso Arcebispo na época, Dom Aloisio Lorscheider, foi uma confirmação de Deus e da Igreja para essa inspiração”, afirma Carmadélio Sousa, primeiro coordenador do Projeto Juventude para Jesus.

“A experiência de pertencer ao Projeto Juventude foi determinante na vida de muitos jovens. Para mim, ter sido o primeiro coordenador do PJJ foi um imenso privilégio e foi a alegria que firmou minha convicção viva até hoje do meu chamado como Shalom e do lugar privilegiado que os jovens sempre tiveram no coração da Vocação”, completa

Congresso de Jovens Shalom (CJS)

Os jovens daquele tempo…

 

Cada um de nós foi um pequeno tijolo nessa construção que nós não sabemos como terminará. Mas o importante é dar tudo que temos e somos onde Deus nos colocar.

Carmadélio Sousa
Comunidade de Aliança

O meu celibato vem do Projeto Juventude para Jesus.

Ana Cláudia
Comunidade de Vida

 

Os jovens deste tempo…

 

O único trabalho que eu tive na minha vida foi evangelizar os jovens. É a única coisa que eu sei fazer.

Vitor Aragão
Comunidade de Vida

 

Estou gastando a minha juventude pela evangelização dos jovens.

Igor Abreu
Comunidade de Aliança

 

Aniversário do PJJ na Casa Mãe

Em Fortaleza – CE, onde o PJJ nasceu, a Comunidade esteve reunida no dia 20 de maio para celebrar os 30 anos de evangelização do projeto. Missionários da Comunidade de Aliança, da Comunidade de Vida, jovens da Obra Shalom e convidados participaram de um noite especial, marcada pela alegria própria da juventude. Por meio de uma conversa descontraída, o público conheceu um pouco da história do PJJ e o testemunho dos primeiros coordenadores.


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *