Shalom

Moysés Responde: Como é a experiência das famílias missionárias?

As graças e os desafios das famílias missionárias e a comunhão com outros estados de vida em uma comunidade nova.

Nesta série especial, o fundador da Comunidade Católica Shalom, Moysés Azevedo, responde sobre vários assuntos. O tema de hoje aborda as famílias missionárias. Como é a realidade das famílias na Comunidade de Vida? Quais as graças e os desafios? Moysés partilha um pouco sobre essa realidade da vocação Shalom.

Nas novas comunidades, percebemos que, a partir da força de um mesmo Carisma e de uma fidelidade incondicional à vocação específica, cada um dos três estados de vida se coloca em comunhão com os outros à serviço da Igreja. Eles colocam toda a potência do seu chamado em vista da missão que lhes é confiada. Há uma dimensão muito própria do sacramento do matrimônio que é servir a Igreja. A força da evangelização das famílias se transforma em missão em que os filhos são muito importantes, pois tocam na vida e na ação apostólica da Igreja.

 

Eu lembro de um testemunho muito bonito de uma família que estava em missão no Cazaquistão. Um cardeal fez uma pergunta a essa família: Qual foi o dom maior que vocês receberam nesse tempo de missão? O pai respondeu que o dom maior foi para os filhos.

“Para os meus filhos, foi uma riqueza inestimável. Se eu tivesse ficado onde eu estava, eu não teria conseguido dar toda a formação, toda a capacitação para o amor que os meus filhos têm hoje. Eles só enriqueceram na fé, no amor, na vida, na construção humana deles. A maior riqueza da vida missionária eu encontrei em favor dos meus filhos”.

A vida missionária é também em função dos filhos. As famílias missionárias são marcadas pela sobriedade, pela caridade, pela oferta de vida. E isso é uma grande contribuição para a Igreja e para o mundo.

Três estados de vida juntos?

E esse negócio de três estados de vida juntos tem problema? Tem, claro que tem. Mas você quer um lugar que não tenho problema? Tem um canto que não tem problema: o cemitério. Lá não tem problema nenhum porque lá não tem vida. Onde tem vida, tem desafio porque os desafios são próprios da vida. Eles são sinais de vitalidade. A partir dos desafios, nós podemos dar respostas sempre mais plenas e sempre mais frutuosas.

Moysés Responde: Você tem medo da vontade de Deus?

Moysés Responde: Como é a experiência das famílias missionárias?

Moysés Responde: Qual a sabedoria para evangelizar as nações?

Moysés Responde: Qual o segredo da perseverança?

Moysés Responde: Como superar as feridas e assumir hoje o chamado de Deus?

 

Moysés Azevedo


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *