Shalom

O orgulho se veste de autossuficiência

“O que é a Paz?” foi essa a pergunta-chave das manhãs no Reviver e foi com ela que os participantes puderem refletir sobre o tema central do encontro: Cristo é a nossa Paz.

Conduzidas por Roger Valin, consagrado da Comunidade de Aliança, as pregações matinais contaram com fortes momentos de cura e libertação.

O que ou quem é a paz?

Roger realiza uma breve dinâmica exemplificando a Santíssima Trindade e a grandeza de Deus em seu amor. “Tem aquele que ama: o Pai. Aquele que amado: o Filho. E tem o próprio amor que é o Espirito Santo. O amor na sua essência sempre é trino”.

E explica como a “plena paz” que podia ser vivida sobre os desígnios do Senhor, foi retirada do mundo por meio da desobediência e o afastamento vividos no Gênesis pelo homem e a mulher quando ouviram as indagações de Lúcifer.

“Lúcifer, dividiu o homem e a mulher de Deus, da natureza, de si mesmo e causou uma divisão dentro de nós” comenta Roger. Ele explica que foi lançado ao coração do homem e da mulher desconfianças sobre o amor de Deus e que essa não é somente a uma história acontecida no antigo testamento, mas algo que faz parte da vida de todos até hoje. Entretanto, Deus permanece propondo diariamente o amor para a proximidade seja retomada.

 

Falsos sinônimos da paz

Roger coloca também em evidência outras coisas que erroneamente costumamos chamar de paz como: os prazeres (sexo e drogas), dinheiro, trabalho e pôr fim a paz de amar a sua família, ele explica que por mais profundo que seja esse amor, não gera uma paz que possa preencher alguém por completo.

 

Como experimentar a paz

Roger descreve que a atitude no evangelho da “Pecadora perdoada”, Lucas 7, 36-50, é uma cartilha para viver da melhor maneira a paz. E explica que o orgulho é o principal inimigo para se afastar de Deus e não viver a paz.

“De dia o orgulho se veste de autossuficiência, “está tudo bem” e a noite de desespero e desesperança”, partilhou.


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *