Mundo

O Santo Rosário é a arma daqueles que querem vencer todas as batalhas

Há acontecimentos que nunca farão a manchete dos noticiários e que se arriscam a ser rapidamente esquecidos. O que vou contar a seguir aconteceu na Nigéria e é um desses casos

Em Abril de 2015, por ocasião do congresso “Somos Todos Nazarenos”, que reuniu em Madrid cristãos perseguidos de todo o mundo, tive a oportunidade de conhecer Monsenhor Oliver Dash Doeme, bispo de Maiduguri, a diocese mais afetada pelo grupo terrorista “Boko Haram”.

Durante o congresso, Mons. Doeme contou algo que silenciou a sala: “Tive uma visão de Jesus”, disse. “Nessa visão, o Senhor entregou-me uma espada. Quando essa espada tocou nas minhas mãos, transformou-se num Rosário.” “O Senhor falou então, dizendo três vezes: “Boko Haram is gone.” (“O Boko Haram desapareceu”).

Mons. Doeme acrescentou: “Não precisei que nenhum profeta me explicasse a visão. Era óbvio que, com o Rosário, expulsaríamos o Boko Haram”. “Na Nigéria, temos o demónio do Boko Haram. Na Europa, vocês têm os vossos próprios demónios, que têm de ser eliminados: o demónio do secularismo, o demónio do casamento gay, o demónio do aborto.”, concluiu.

Falei com ele pouco depois. Disse-lhe que era português, devoto de N. Senhora de Fátima, que estaria a rezar por ele. “Então, rezemos juntos à nossa Mamã Maria!”, acrescentou, com um grande sorriso. O sorriso era a sua imagem de marca, Mons. Doeme sabia que era uma questão de tempo e de confiança na ação de Deus.

Não há como duvidar da intervenção divina, nos acontecimentos que se seguiram: em 2015, o grupo terrorista controlava um território semelhante ao da Bélgica; no dia 24/12/2016, o presidente da Nigéria anunciou que o exército tomara o último reduto dos terroristas islâmicos.

As palavras de Mons. Doeme ficaram para sempre gravadas na minha memória. Associei-as ao que a Irmã Lúcia afirmou na sua última entrevista pública: “…a Santíssima Virgem, nestes últimos tempos em que vivemos, deu uma nova eficácia à oração do Santo Rosário. De tal maneira que agora não há problema, por mais difícil que seja, seja temporal ou, sobretudo, espiritual – que se refira à vida pessoal de cada um de nós; ou à vida das nossas famílias, sejam as famílias do mundo sejam as Comunidades Religiosas; ou à vida dos povos e das nações –, não há problema, repito, por mais difícil que seja, que não possamos resolver agora com a oração do Santo Rosário. Com o Santo Rosário nos salvaremos, nos santificaremos, consolaremos a Nosso Senhor e obteremos a salvação de muitas almas.”

Neste centenário das aparições de Fátima, não cessemos de confiar na nossa Mãe, rezando o terço diariamente, como ela pediu. Porque, como afirmou o Padre Pio, “O Santo Rosário é a arma daqueles que querem vencer todas as batalhas”.

 

Links para as declarações do Bispo Doeme em Madrid:
Nuno Capucha
Almada/ Portugal

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *