Unsplash
Igreja

Observatório de Bioética da CNBB é lançado no Rio Grande do Sul

O OB-RS3 visa, como em “Igreja em saída”, dialogar “com as várias ciências ao serviço duma penetração cada vez mais profunda e aplicação da verdade na vida pessoal e social” (VG 5), à luz do “pensamento de Cristo” (1Cor 2,16).

Motivada pelas palavras do Papa Francisco na Constituição Apostólica Veritatis Gaudium (Alegria da Verdade), a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) deu início ao Observatório de Bioética da CNBB-Regional Sul 3 (OB-RS3) que contempla as Arquidioceses do Rio Grande do Sul. O Polo de Pesquisa abrange Porto Alegre, Pelotas, Santa Maria e Passo Fundo.

Aborto, manipulação genética, experimentação com fetos, doenças crônicas, cuidados paliativos, eutanásia, suicídio e alocação de recursos são alguns dos temas que o grupo de estudo multidisciplinar irá trabalhar. As Arquidioceses firmaram parcerias com oito instituições de Ensino Superior no estado gaúcho em vista de favorecer a promoção da defesa da vida. Os profissionais da equipe desenvolverão, em suas pesquisas, perspectivas científicas, filosóficas e teológicas.

A Constituição Apostólica Veritatis Gaudium retoma a importância das Universidades, Faculdades e Igreja se engajarem, em rede, para subsidiar os crentes e não crentes e as diversas pastorais, movimentos e organismos, na busca de possíveis respostas frente aos desafios éticos da atualidade decorrentes dos avanços tecnológicos e mudanças de paradigmas.

Observatório de Bioética da CNBB-Regional Sul 3 (OB-RS3)


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *