Institucional

Oito dicas para não surtar na semana do casamento

Motivos para irritarem-se um com o outro vocês terão aos montes, e todos serão banais

Desde pequeno, você sonhou com o dia do seu casamento. A roupa, os enfeites da Igreja, os doces… Tudo seria adereço e indicativo da felicidade e amor, que envolveriam seu coração e o de quem você ama. Pois bem, agora faltam apenas sete dias.

Seu sonho está muito perto de tornar-se realidade. A maioria dos acertos, nessa última semana, são só detalhes, ou pelo menos deveriam ser, não é mesmo?

Coisas maiores e essenciais como a Igreja e as flores, a casa e os móveis (ter no mínimo fogão, geladeira, cama e máquina de lavar… Sim, máquina de lavar! Experimente lavar à mão toalhas, panos de limpeza e suas roupas para você ver!) provavelmente já estão ok.

Porém, são os detalhes que podem fazê-lo surtar na semana do casamento, porque se trata do seu sonho e você vai querer tudo perfeito.

Se Deus criou o mundo em sete dias, uma semana também pode ser o tempo suficiente para você inventar algumas “feras selvagens”, “criar as trevas” e deixar a serpente “passar a perna” em você, envenenando seu humor e até o clima romântico entre você e seu par.

Então, aqui vão algumas dicas para você não surtar e fazer do dia do seu casamento uma das melhores datas da sua vida.

Primeira dica (essa é uma das mais importantes): Decida-se por não se estressar com seu noivo, sua noiva

Acredite, motivos para irritarem-se um com o outro vocês terão aos montes, e todos serão banais. A reserva de hotel para seu tio, que seu noivo ficou de fazer, mas só conseguiu na última hora; a última parcela do pagamento do fotógrafo, que ela ainda não teve tempo de acertar; aquele quadro que era para fixar na sala e ele pregou no corredor. Nessas horas, você vai querer jogar um prato na cabeça dele, tirar satisfação com ela, mas saiba que não vale a pena.

São tantos detalhes, que abrem possibilidades enormes para que imprevistos aconteçam; portanto, relaxe. O casamento não depende dessas ‘coisinhas’ para acontecer. O mais importante é você não estragar as fotos com um sorriso amarelo, porque estão brigados um com o outro.

Segunda dica: Se preciso for, abra mão de alguns detalhes

O laço dos enfeites das mesas estão do lado direito ao invés do esquerdo, como vocês tinham pedido. Mais uma vez argumento: são só “coisinhas”. Isso vai impedir o casamento ou estragar todo o conjunto da decoração? Não! Então, não precisa dar “piti”. Relaxe!

O que vocês não conseguirem arrumar na casa até a véspera do casamento deixe para depois, quando farão bem melhor, com tempo.

Terceira dica: Saiba que os presentes chegarão até a véspera ou mesmo no dia do casamento

Aí, meu Deus, ainda não temos abridor de latas! Aquele meu parente disse para eu não me preocupar em comprar micro-ondas, mas até agora não chegou!

Calma! Até parece que você não sabe como é o brasileiro, que deixa tudo para última hora.

É comum que os presentes cheguem quase que depois da noiva na igreja. E o que não chegar, deixe para se preocupar depois da lua de mel.

Quarta dica: Delegue os últimos acertos às pessoas que se dispuseram a ajudar

Ninguém consegue fazer tudo sozinho. Ser centralizador não aumenta eficiência de ninguém em nada; pelo contrário, só o atrapalha e deixa louco.

Peça ajuda, identifique pessoas que, além da boa vontade, tenham um talento nato, que você pode aproveitar no casamento. Por exemplo: aquele seu primo superpopular e extrovertido pode ser uma ótima pessoa para recepcionar os convidados.

Sua amiga que gosta de tudo certinho, nos mínimos detalhes lá no trabalho, pode ser a pessoa certa para conferir o buffet ou ser mestre de cerimônias.

O dia do casamento é o seu dia. Então, vá cuidar de você! Delegue funções e não fique ligando, a cada cinco minutos, para saber se está tudo bem.

Quinta dica – Não faça experiências com cabelo na última semana

Vai pintar, descolorir, fazer permanente, frisar, “fritar” o cabelo? Faça isso, pelo menos, quinze dias antes. Se não der certo, dá tempo de corrigir ou ver se as madeixas se comportam como você quer. O mesmo vale para as unhas.

Essa dica vale para os homens também. Corte o cabelo uns dez dias antes e, na véspera, só acerte o “pezinho”. Geralmente, demora uma semana para o cabelo assentar bem (não arrepiar demais e coisas assim) e adaptar-se ao jeito de você pentear.

Sexta dica – Compre sapatos novos

Porque há uma hora, no casamento, em que vocês se ajoelharão, e vai ficar feio demais aquela sola desgastada.

Sétima dica: Programe os últimos dias da lua de mel para voltar antes e ir ao supermercado, abrir presentes

A semana do casamento já é cheia de afazeres e você ainda vai se preocupar com o preço do feijão? Acredite, o clima romântico ainda estará presente quando voltarem da viagem e estiverem na casinha nova de vocês. Até ouço de alguns casais que não viam a hora de a viagem acabar para curtirem-se no próprio lar.

Na volta, depois da viagem, vocês já estão mais tranquilos, e é uma delicia ter ainda um ou dois dias para curtir a casa, abrir os presentes e fazer compras juntos no supermercado. A ponte aérea lua de mel-planeta Terra vida de casado, pode ainda ser extensão do doce efeito lunar.

Última dica simples e direta: No casamento, chegue no horário

Nada mais chato que ter de ficar esperando. A noiva pode achar chique, mas, no fundo, ninguém gosta. Poxa vida! Você teve o dia inteiro ou horas antes para se preparar.

Depois, não vá reclamar de caras “amarradas” (ou de fome) dos convidados, de um padre mal-humorado, porque ele vai se atrasar para o próximo compromisso dele, e aquele sermão lindo que ele iria fazer, agora terá de ser abreviado. Enfim, atraso nunca é legal.

A noiva sempre será atração principal, que todos querem ver; portanto, você não vai aumentar a consideração dos convidados para com você, achando que a demora vai gerar mais expectativa. Pelo contrário, não gerando tantos incômodos, todos vão prestar atenção em você e não ficarão olhando no relógio quando você entrar na igreja.

Feliz dia de casamento!

Formação: Canção Nova


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *