Shalom

Padre Antônio Furtado fala sobre Missa de Cura realizada em Fortaleza

Segundo o sacerdote, mais de dois milhões de pessoas já participaram das missas realizadas no Shalom da Paz ao longo de 15 anos de história.

Tem gente que chega cedo para marcar o lugar. Tem gente que só consegue ir depois do trabalho. Tem gente que convida o filho, o marido, a vizinha, a prima, a amiga. Tem gente que teve uma experiência tão forte que resolveu organizar uma caravana para levar mais pessoas. Gente, mais gente, mais gente e mais gente de novo. Pronto. Já está lotado o Shalom da Paz, Centro de Evangelização da Comunidade Católica Shalom em Fortaleza (CE). Os fiéis em oração esperam ansiosos pela missa de cura. A celebração é presidida por Padre Antônio Furtado e reúne pessoas da Capital, da Região Metropolitana e até de cidades mais distantes.

Padre Antônio explica que as celebrações eucarísticas em intercessão pelos enfermos fazem parte da história da Comunidade Shalom. Antes mesmo de se tornar sacerdote, o missionário já participava das missas realizadas uma vez por mês no Shalom. As celebrações, herdadas da Renovação Carismática Católica, contavam com a presença de Moysés Azevedo, Emmir Nogueira e outros membros da Comunidade que serviam no ministério de oração e aconselhamento. Depois que foi ordenado diácono em 2003, o consagrado começou a servir nas missas: proclamando o Evangelho, fazendo homilia e conduzindo momentos de oração de cura interior.

Já se passaram 15 anos

Em 2004, o missionário assumiu as missas como sacerdote. Ele conta que no início as celebrações aconteciam aos sábados. Contudo, neste dia, começou a ser rezada a missa pelos jovens no Shalom da Paz. Então, Padre Antônio discerniu que o novo dia da celebração seria quinta-feira. Já se passaram 15 anos de Santa Missa pelos enfermos e muitos são os testemunhos. A cada celebração, reúnem-se cerca de quatro mil fiéis. Segundo o sacerdote, mais de dois milhões de pessoas já participaram dos encontros ao longo de sua história.

O desejo de levar outras pessoas

Elizete Farias, postulante da Comunidade de Aliança, é uma delas. A experiência que teve com Deus foi tão intensa que gerou em seu coração o desejo de levar outras pessoas para a missa. Ela organiza a Caravana Nossa Senhora das Graças há nove anos e conta que ajudar pessoas que passam por dores físicas e espirituais é a sua principal motivação. Elizete partilha que já contemplou grandes graças na vida de pessoas que participaram da missa pela primeira vez. “O Senhor vem cheio de amor e misericórdia por cada um”.

Os testemunhos

Ao longo do ano, Padre Antônio Furtado realiza nas celebrações de quinta-feira preparações para a Festa da Misericórdia e para a Festa dos Arcanjos. Além disso, em algumas épocas, as missas abordam temas como projetos para o ano novo, família e gratidão. Além da Palavra de Deus e da Adoração ao Santíssimo Sacramento, os testemunhos também chamam a atenção de quem vai para a missa, pois homens e mulheres partilham graças alcançadas nas celebrações. Conquista de um emprego, cura física e libertação de vício, entre outras realidades, são alguns dos feitos do Senhor na vida dos fiéis que participam da Santa Eucaristia pelos enfermos.

Acompanhe ao vivo

Rádio Shalom 690 AM

Facebook da Rádio Shalom


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *