Padre João Chagas, missionário da Comunidade Católica Shalom
Igreja

Padre João Chagas fala sobre a “Christus vivit” e o Fórum Internacional da Juventude

A exortação apostólica de Francisco será também um ponto de referência para o próximo Fórum Internacional da Juventude, que se realizará em Sassone di Ciampino, de 19 a 22 de junho.

O documento Christus vivit é mais um gesto de amor do Santo Padre Francisco pelos jovens, o gesto de um Papa que se deixa inspirar pelas novas gerações, reconhecendo nelas a ação do Espírito Santo que faz sonhar os idosos e dá a juventude uma visão (cfr. Joel 3, 1).

“A Igreja, através do sucessor de Pedro, grita que os jovens são importantes, são os protagonistas necessários da mudança e, portanto, chamados para a missão!”, afirma o padre João Chagas, chefe do Gabinete da Juventude do Departamento para os Leigos, Família e Vida, sobre o novo documento do Papa Francisco, publicado em 2 de abril e inspirado, entre outras coisas, pelas vozes dos jovens que emergiram durante o processo sinodal do ano passado.

Como o Santo Padre aponta, na introdução do documento, “é um marco no contexto de um caminho sinodal. Ao mesmo tempo, dirijo-me a todo o povo de Deus, aos pastores e aos fiéis, porque a reflexão sobre os jovens e para os jovens desafia e estimula todos nós”.

Fórum Internacional da Juventude

A exortação apostólica Christus vivit será também um ponto de referência para o próximo Fórum Internacional da Juventude, que se realizará em Sassone di Ciampino, de 19 a 22 de junho. A reunião, que terá como título “Jovens em ação, em uma Igreja sinodal”, reunirá os jovens representantes das conferências episcopais, das associações e movimentos eclesiais de todo o mundo e alguns jovens ouvintes do Sínodo do ano passado.

Respondendo ao convite do Santo Padre para promover o espírito de sinodalidade na Igreja, os jovens participantes (com menos de 30 anos) trabalharão para compartilhar estes primeiros meses de recepção do documento final do Sínodo, a exortação apostólica recém-publicada e as boas práticas e os possíveis futuros passos para implementar o Sínodo sobre a Juventude na vida quotidiana das Igrejas locais no que se refere a pastoral da juventude. Este encontro retomará e relançará a tradição dos Fóruns Internacionais da Juventude, nascidos em torno das Jornadas Mundiais da Juventude nos anos 80.


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *