Igreja

Papa celebra matrimônio de tripulantes durante voo no Chile

É o primeiro casamento celebrado por um pontífice num avião.

No voo que o levou de Santiago para Iquique, na última etapa de sua viagem ao Chile, o Papa Francisco celebrou o matrimônio de dois tripulantes da companhia aérea Latam.

Paula Podest e Carlos Ciuffardi se aproximaram do Santo Padre para lhe pedir sua bênção e, no diálogo, contaram-lhe que estavam casados apenas no civil.

Eles não conseguiram celebrar o seu matrimônio religioso porque a sua igreja foi destruída no terremoto que atingiu o Chile em 2010. O casamento deveria ser celebrado em Santiago.

Ao ouvir esta história, o Pontífice propôs celebrar o seu matrimônio lá, no avião.

“Querem que eu case vocês?”, perguntou o Papa.

“Aqui?”, disseram os comissários.

O dono da companhia aérea, Ignacio Cueto, foi testemunha do matrimônio.

Assim que pousaram, Paula e Carlos gravaram um vídeo partilhando com familiares e amigos que haviam acabado de casar. “O voo saiu perfeito e melhor do que poderíamos imaginar. Agora vamos nos despedir com um beijo porque somos marido e mulher”, concluíram


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Qual era a urgência? Nada ouvi sobre o processo matrimonial.Eles o tinham em mãos? Os nubentes não tinham nenhum impedimento?São batizados? Edital de proclamas?Desnecessário? E o curso preparatório? (??)