Igreja

Papa Francisco: Os Papas sempre deram relevância à comunicação

O Vaticano e a Santa Sé reconhecem a função importante dos meios de comunicação e das organizações internacionais que incentivam a comunicação.

O Papa Francisco recebeu em audiência, nesta quinta-feira (06/06), os diretores e funcionários dos Correios Vaticanos e do Serviço Telefônico Vaticano, e seus familiares.

O encontro realizou-se na Sala Clementina, no Vaticano, e participaram cerca de duzentas pessoas. Depois de dar as boas-vindas aos presentes, o Papa disse:

“As atividades dos Correios e do Serviço Telefônico do Vaticano superam o pequeno território e a pequena população que nele reside: abre-se às necessidades de várias pessoas espalhadas pelo mundo. Por essa razão, o Vaticano e a Santa Sé reconhecem a função importante dos meios de comunicação e das organizações internacionais que incentivam a comunicação.”

Os Papas sempre deram relevância à comunicação

Francisco recordou que “os Papas sempre deram relevância à comunicação com os Chefes de Estado, com as comunidades e os fiéis de várias nações, servindo-se dos meios que a técnica oferecia”. “Nas últimas décadas, duas famílias religiosas beneméritas, pediram a colaboração nesse setor significativo: os Filhos da Divina Providência (Orionitas) e a Pia Sociedade de São Paulo (Paulinos). A esses dois institutos o meu grande apreço por sua generosidade e fidelidade”, sublinhou o Pontífice.

“O seu trabalho cotidiano, mesmo que aparentemente humilde, é necessário para o bom funcionamento do Estado da Cidade do Vaticano. Está a serviço da atividade do Sucessor de Pedro, garantindo a liberdade de comunicação e expressão, através de uma rede física, dotada de instrumentos modernos e funcionais. Através do seu trabalho precioso, todos os dias várias pessoas alcançam o Papa e ele, também através de seus colaboradores, chega às pessoas.”

Segundo o Papa, “esse intercâmbio comunicativo não conhece distâncias. Responde à necessidade inata das pessoas de criar contatos humanos; e acima de tudo, entra em todos os lares, servindo ricos e pobres”. A este respeito, Francisco recordou uma antiga inscrição latina gravada numa caixa de correio do Estado Pontifício: «Diviti et inopi, ultro citroque, meandum», que significa: “Devo ir aos ricos e aos pobres, em todo lugar”.

Difusão da mensagem cristã

“Em conformidade com as normas e acordos internacionais, as suas realidades falam uma linguagem comum, criando pontes entre culturas, religiões e sociedades diferentes umas das outras. Ao mesmo tempo, os Correios e os Serviços Telefônicos Vaticanos garantem a partilha de sentimentos e ideias, ajudam na promoção da compreensão recíproca e na colaboração entre os países de diferentes continentes, facilitando o intercâmbio de mercadorias, e também dos respectivos valores espirituais e culturais.”

“Nesse sentido, os serviços postais e telefônicos de um dos menores países do mundo”, disse ainda o Papa, “favorecem a difusão da mensagem cristã. Trata-se de uma atividade na qual todos vocês estão envolvidos e são importantes: porque o bom funcionamento dos Correios e dos Telefones, vocês bem sabem, depende da contribuição de cada um”.

Compromisso a mais de cultivar a própria fé

“Em suas tarefas, muitos de vocês estão em contato direto com as pessoas. Portanto, é importante o seu tratamento e exemplo a fim de oferecer a todos um testemunho cristão simples, mas incisivo! Trabalhar no Vaticano significa um compromisso a mais de cultivar a própria fé. A este respeito, além da participação ativa na vida de suas comunidades paroquiais, uma ajuda útil também lhes é oferecida nos momentos de celebração e formação espiritual, animados por seus assistentes espirituais”.

Francisco concluiu, convidando os diretores e funcionários dos Correios Vaticanos e do Serviço Telefônico Vaticano a fazerem com que cada uma de suas famílias seja uma “pequena Igreja”, na qual a fé e a vida se entrelaçam no desempenho das tarefas felizes e tristes do dia a dia.


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *