Igreja

Papa: o mundo clama “liberdade”, mas é sempre mais escravo

Francisco celebrou a missa na capela da Casa Santa Marta e propôs uma reflexão sobre a liberdade cristã baseada nos exemplos de Gamaliel, João, Pedro e do próprio Jesus.

Somos livres de seguir Jesus? Somos livres das paixões, das ambições, da moda? São as perguntas com as quais o Papa Francisco concluiu a homilia da missa celebrada na sexta-feira na capela da Casa Santa Marta, na qual comentou a primeira leitura, dos Atos dos Apóstolos, e o Evangelho de João sobre a multiplicação dos pães e dos peixes. Gamaliel A liberdade da qual falamos neste tempo pascal, iniciou o Papa, é a liberdade dos filhos que Jesus nos doou “com a sua obra redentora”. A primeira pessoa livre sobre a qual nos faz refletir a Liturgia é Gamaliel, o

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Seguir