Igreja

Papa recebe organizadores e artistas do Concerto de Natal do Vaticano

A criatividade e a genialidade dos artistas com as suas obras, também com a música e o canto – completou o Papa – “conseguem chegar aos registros mais íntimos da consciência. A arte entra justamente no íntimo da consciência”.

O Papa Francisco recebeu no final da manhã desta sexta-feira na Sala Clementina, cerca de 180 artistas e organizadores do “Concerto de Natal no Vaticano”, a ser realizado na Sala Paulo VI na noite deste sábado, 16 de dezembro.

Os fundos recolhidos com a venda de ingressos serão destinados à dois projetos educativos envolvendo crianças e jovens na República Democrática do Congo e na Argentina.

O empenho dos organizadores e aqueles que assistirão ao concerto – disse Francisco agradecido – é uma demonstração de “sensibilidade às necessidades” daqueles que mais precisam de ajuda e solidariedade, acrescentando:

O Natal – o sabemos – é uma festa sentida, participada, capaz de aquecer os corações mais frios, de remover as barreiras da indiferença em relação ao próximo, de encorajar à abertura ao outro e ao dom gratuito. Porque também hoje há a necessidade de difundir a mensagem de paz e de fraternidade precisamente no Natal; existe a necessidade de representar este acontecimento exprimindo os sentimentos autênticos que o animam”.

E a arte – enfatizou o Papa –“é um formidável meio para abrir as portas da mente e do coração ao verdadeiro significado do Natal”.

A criatividade e a genialidade dos artistas com as suas obras, também com a música e o canto – completou o Papa – “conseguem chegar aos registros mais íntimos da consciência. A arte entra justamente no íntimo da consciência”.

Ao concluir concedendo a sua bênção, Francisco fez votos de que o Concerto de Natal no Vaticano “possa ser uma ocasião para semear a ternura – esta palavra tão esquecida hoje! “Violência”, “guerra”… não, não, ternura – para semear a ternura, a paz e a acolhida, que brotam da gruta de Belém”.


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *