Shalom

Paternidade: sinal do Amor de Deus

Acho que vale pensar: quem são nossas referências na educação dos nossos filhos? YouTube? Escola? Babá? Como família cristã, a nossa referência é o Evangelho. É ele que nos dá sabedoria e a justa medida na educação e criação.

Na Comunidade Shalom, a dimensão da paternidade espiritual é muito presente, por isso nesse Dia dos Pais trouxemos uma entrevista com Leandro Silva, consagrado com promessas definitivas no Carisma, como Comunidade de Aliança, psicólogo, pai biológico de três crianças, Cecília, Valentina e um bebê na barriga de sua esposa, que está com algumas semanas de gravidez, além de pai espiritual de muitos, como formador comunitário e pessoal.

Ele nos falou um pouco sobre a importância da paternidade espiritual e sobre as graças alcançadas através da missão de ser pai, além de deixar um conselho precioso para os novos e futuros papais. Vale a pena conferir.

 

Shalom: O que é a paternidade espiritual? Quais as responsabilidades do pai espiritual?

Leandro: A paternidade espiritual é aquela dada por Deus, é um dom. A nossa referência é próprio Deus que é Pai. Com todas as suas responsabilidades, disposição, amor e misericórdia, que se dá e sempre se entrega pelos seus filhos.

Shalom: Qual a importância da paternidade espiritual para você? Como é poder tocar de modo tão particular na vida das pessoas?

Leandro: É importante porque tem como missão levar as pessoas aos cuidados de Deus, a o que Ele pensa delas. Tocar nessas vidas é experimentar de uma graça de acolhida, conversão e de esperança. Esperança essa que dá sentido a vida do filho e a vida do pai.

Shalom: Quais são as graças que você colhe dessa missão?

Leandro: A graça de ser cuidado por Deus, de ser filho de Deus. E a graça de também levar o cuidado de Deus ao outro, sendo instrumento de evangelização, conversão.

Shalom: Você também tem filhos biológicos, conta um pouco dessa experiência, o que te mudou quando os filhos chegaram.

Leandro: O amadurecimento humano e espiritual das responsabilidades, compromissos na rotina, mas muito confiante do que Deus pensava para mim, da minha paternidade biológica. Gerar vida com responsabilidade, unido a doutrina da igreja, os valores cristãos me faz ser feliz e ter a certeza que este é o meu lugar como igreja doméstica.

Shalom: Qual é a importância do testemunho dos pais na criação de filhos para o céu?

Leandro: É fundamental o testemunho dos pais. Eles são referência da educação moral, do afeto, mas também a referência religiosa, cristã, dos valores do Evangelho para seus filhos. Se os pais não rezam e não vão à missa, os filhos não rezarão e não irão à missa.

Shalom: Qual é o maior desafio na criação dos filhos hoje?

Leandro: Penso que o afastamento dos pais para com os filhos, que se dá pelo avanço da tecnologia e estar inseridos numa cultura capitalista, egoísta, vão sendo os maiores desafios nessa criação. A própria educação por si já é um desafio. Acho que vale pensar: quem são nossas referências na educação dos nossos filhos? YouTube? Escola? Babá? Como família cristã, a nossa referência é o Evangelho. É ele que nos dá sabedoria e a justa medida na educação e criação.

Shalom: Hoje em dia as famílias estão cada vez menores, as pessoas chegam a estranhar famílias com mais de um ou dois filhos. Como é viver essa abertura a vida?”

Leandro: Observo alguns pais, às vezes até cristãos, se questionando com ideias do tipo: “Filho dá trabalho”, “É muito gasto”, ou “No mundo de hoje não dá para educar os filhos”. Com isso eles não percebem que estão se fechando para a vida e se abrindo para uma cultura egoísta e centralizada em si. Ter filhos é uma graça dada por Deus, claro que com responsabilidade, como nos pede a doutrina da Igreja e em discernimento com as autoridades da Comunidade, mas jamais ignorando o chamado a gerar vida, para fazer o mundo ter vida em abundância, como diz a Sagrada Escritura.

Shalom: Se você pudesse dar um conselho para todos os que foram pais recentemente ou serão futuramente, qual seria?

Leandro: Abandone-se na providência de Deus. Deixe-se ser cuidado por Deus, se colocando à disposição e sacrifício da própria vida em favor dos seus. Portanto, ame sempre! A exemplo de São José, que sempre se ofertou, se sacrificou e amou Nossa Senhora e o seu Filho.


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *