Igreja

Polônia: a história do padre Michał Łos que comove o mundo

O vídeo da primeira Missa celebrada pelo padre Michał Łos, de 31 anos, viralizou nas redes sociais, com mais de 350 mil visualizações. Paciente terminal, internado no hospital militar de Varsóvia, foi ordenado diácono e sacerdote, graças às dispensas concedidas pelo Papa Francisco.

“Nada poderá jamais me separar do amor de Jesus Cristo”, disse o jovem padre Michał Łos: um verdadeiro “programa de fé” anunciado de seu leito no hospital, durante a celebração de sua primeira Missa.

Na redes sociais, sua história rapidamente deu a volta ao mundo, porque padre Michał Los está hospitalizado devido a uma doença grave que, segundo os médicos, deixa pouca esperança. E foi justamente dentro do hospital que padre Michał Łos, clérigo orionita no momento da admissão, fez sua profissão religiosa perpétua na Congregação dos Filhos da Divina Providência, unindo-se à Província “Nossa Senhora de Czestochowa”.

Seu maior sonho, de fato, era poder celebrar a Santa Missa, para estar ainda mais unido a Cristo. E foi o Papa Francisco quem concedeu todas as dispensas necessárias para sua ordenação diaconal e sacerdotal, de modo a permitir que padre Michał Łos realizasse seu sonho.

Os frutos do seu testemunho

Seu testemunho de força e fé imediatamente deu frutos: muitos pacientes do Hospital do Câncer de Varsóvia, depois de terem tomado conhecimento da ordenação do padre Michał Łos, começaram a ir até seu quarto para pedir uma bênção, para se reconciliarem com o Senhor, ou apenas para sentir um pouco do conforto que somente o Senhor pode dar. E também no resto do mundo muitas pessoas, orionitas ou não, têm rezado pela recuperação de sua saúde.  

Na direção geral da Congregação, em Roma, uma chama acesa diante da imagem do beato Francisco Drzewiecki, mártir orionita em Dachau, simboliza a proximidade de toda a família religiosa e recorda precisamente uma frase de São Luís Orione: “Tudo irá reviver, se levarmos ardente nas mãos e elevado no coração o fogo da caridade de Jesus Cristo” e “amemos todos em Cristo. Sirvamos a Cristo nos pobres. Renovemos Cristo em nós e restauremos tudo em Cristo. Salvemos sempre, salvemos todos, salvemos à custa de todo sacrifício, com Paixão Redentora e com holocausto redentor.”

350.000 pessoas assistiram o vídeo de sua primeira Missa

Até mesmo o mundo da mídia e das redes sociais imediatamente “acordou” para a história de padre Michał Łos, rapidamente postada em sites, em perfis no Facebook e Instagram. São pessoas da Coreia, Índia, Japão, Quênia, Costa do Marfim, Burkina Faso, Porto Rico, Uruguai, Argentina, Chile, Brasil e quase toda a Europa. Apenas o vídeo de sua primeira Missa, foi visualizado por mais de 350 mil pessoas.


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *