Vocacionados da Missão São Paulo durante o retiro de Aprofundamento vocacional
Shalom

Retiro de aprofundamento: um divisor de águas

Após essa retiro, os vocacionados também passam por um período de experiência em alguma casa comunitária da Comunidade de Vida e nas células comunitárias.

Um ano. 12 meses. Esse é o tempo estipulado para o período de formação daqueles que se sentem atraídos e chamados a consagrarem suas vidas no carisma Shalom. Mas, antes do envio da carta para o pedido de ingresso na Comunidade, os vocacionados participam do retiro de aprofundamento vocacional. Três dias ouvindo Deus. Somente Deus. Sem distrações, sem ocupações. Nada. Para muitos é a primeira experiência de viver a manhã de silêncio. Primeira experiência com a oração comunitária. Primeira experiência com as completas ao final do dia. Para todos, um divisor de águas! 

Na missão São Paulo, o retiro aconteceu neste final de semana (12, 13, 14/07), na casa Abadia Santa Maria e teve a participação de cerca de 50 vocacionados. Uma semana intensa, repleta de atividades, antecedeu a realização do retiro: no sábado anterior, os mesmos vocacionados realizaram uma noite vocacional no Centro de Evangelização, no qual contou com testemunhos de consagrados mais antigos, e outros momentos para adentrar na história do carisma Shalom; na segunda-feira foi realizada uma assembleia comunitária com os membros da comunidade em preparação para o aniversário de 37 anos da vocação.

Alguns vocacionados estiveram presentes nesses momentos, como é o caso de Caroline Natali, que contou que “Deus cuidou tão bem do meu coração antes mesmo de eu chegar no local do aprofundamento, permitindo que eu me preparasse ao longo dessa semana tão cara para nós”. “Pude ver a manifestação de Deus em tudo. Deus só quis falar e eu só quis ouvir. Tudo favoreceu”, diz Caroline. “Deus deu o cajado da sua promessa na minha vida vocacional e eu estou passando por esse mar da misericórdia muito feliz sabendo que a terra prometida já me espera”, reflete. 

Para a vocacionada Giovana Freitas, esse é de fato um momento importante quanto a decisão a ser tomada. “Durante esses dias, eu provei e vi”, comenta. “É, de fato, um divisor de águas, como muitos dizem, para concretizar a vontade de Deus e poder tomar posse, sem mimi, daquilo que Ele quer para a minha vida”, enfatiza. 

Próximos passos

Entretanto, o caminho vocacional não encerra no aprofundamento. Após essa retiro, os vocacionados também passam por um período de experiência em alguma casa comunitária da Comunidade de Vida e nas células comunitárias. Ao final do ano de formação, em conjunto com o Acompanhador Vocacional, discernem o envio ou não da (famosa) carta solicitando o ingresso como postulante na Comunidade Católica Shalom, seja como Comunidade de Vida ou Comunidade de Aliança.

Por Amanda Pereira


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Sempre procurei algo para o chamamento que sentia,mas não tinha encontrado uma comunidade. Faço parte do renovento carismático à alguns anos.e tenho me sentido atraída por aquilo que leio,como posso descobrir se é esta comunidade? Deus abençoe vocês