Formação

Santa Gianna: A humildade no apostolado

Aqui veremos mais uma anotação de pregações, que Santa Gianna fez para as jovens e adolescentes da Ação Católica e para as de São Vicente.

Condições essenciais para exercer o apostolado:

  1. Está em estado de graça
  2. Aumentar a graça divina em nós aproximando-se mais frequentemente da fonte da graça: Deus.

Com que meios? Recolhimento e oração.

Quais são as virtudes que exigem a conquista das almas? Antes de tudo a humildade. O apóstolo é um “missus”, enviado, alguém que vem em nome de outro, não para falar de si, mas de Deus, a declarar-se não a própria causa, mas aquela de Deus.

São Paulo para explicar a sua missão e aquela dos seus colaboradores, diz de si : “Eu fui escolhido para pregar o evangelho”. Chama os outros de ” ajudante de Deus”, seus coadjutores.

Não se trata de pregar a si mesmo, mas de anunciar o Cristo. E isso, nosso Senhor, nos faz entender muito bem na parábola do semeador. Aquele que vai semear, cumpre a sua tarefa semeando o grão, espalhando aos quatro ventos as sementes, isto é, algo que não é a substância do semeador, mas que vem além dele.

Semear o humano não fará jamais germinar o divino. Só a semente divina faz despontar hastes divinas.

E Jesus enviando os doze apóstolos a pregar e batizar disse-lhes: ” Não façam isso em vosso nome, mas em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Dai de graça o que de graça recebeste”, isto é, não tirem proveito ou alguma glória pessoal. Recordemos bem este desejo e ordem de Jesus: façamos tudo, trabalhemos por Deus, somente para Ele, não para que os outros vejam.

No apostolado não nos coloquemos em primeiro lugar, anunciando a nós mesmos, ao contrário, devemos sempre desaparecer e dar sempre lugar a Jesus Cristo.

Olhem João Batista. Os fariseus vinham a ele para perguntar-lhe se ele é o Messias, mas ele responde: ‘ Não sou eu e eu nem sou digno de desatar a correia da sua sandália, … eis o cordeiro de Deus’ e aponta para uma pessoa vestida com um manto que se aproxima.

E notem, que ele manda para Jesus os seus próprios ouvintes e seguidores e diz:’ É necessário que ele, o Cristo, cresça e eu diminua.’ Quanta humildade, quanto desinteresse! Eu sou o precursor, disse João, Ele é o Cristo. Ele é o esposo e o amigo, é justo que eu saia de cena quando ele vem. E João de fato diminui com sua prisão, tortura e morte, enquanto Jesus cresce com sua pregação, milagres, exaltação da cruz e a gloriosa ressurreição da morte.

Confira o site especial

Santa Gianna Beretta Molla


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *