Formação

Santo Antônio: Pães, Peixes e Casamento

Celebrado em 13 de junho, Santo Antônio geralmente é lembrado por conta desses três temas.

Atraído pela vida de São Francisco, o jovem Fernando, nome de Batismo, viajou de Portugal para a Itália, onde viveu sua missão e onde se tornou Santo Antônio, grande pregador da Palavra de Deus. Ele ficou conhecido pelo milagre dos pães e pelo milagre dos peixes. Passou a ser chamado no imaginário popular de “santo casamenteiro” por ter ajudado uma jovem a se casar. Segundo Frei Alberto, da Ordem dos Frades Menores, o grande milagre de Jesus está em multiplicar sua presença e sua ação nos seus discípulos. Foi esse movimento de graça que aconteceu na vida de Santo Antônio.

Distribuição de pães

Conta-se que, comovido com a pobreza da época, Santo Antônio certa vez distribuiu todos os pães do convento onde morava. O frade responsável pela alimentação ficou preocupado com a situação. Antônio pediu para que ele fosse à dispensa e verificasse se havia algo. Surpreso e alegre, o frade voltou testemunhando que muitos cestos estavam cheios de pães. Comeram os frades e os pobres do convento.

“Jesus quer saciar a fome da multidão faminta, tanto da fome corporal como espiritual. Através dos seus discípulos Jesus deseja ser alimento, deseja ser o pão para a vida do mundo”, afirma frei Alberto. Também, “através de sua oferta, o cristão celebra a própria vocação de poder imitar a dadivosidade e a generosidade de Deus criador e de Jesus Cristo, pois como diz Jesus: “Recebestes de graça, de graça dai” (Mt 10,8). É uma graça poder dar. poder partilhar”, destaca o frei.

Pregação para os peixes

“Irmãos peixes, os homens esquecem-se de Deus por isso aqui estou para vos falar”, disse Santo Antônio depois de ser abandonado pelo povo que escolhera seguir os catáros, grupo que não acreditava em Jesus Cristo. Foi no Rio Marechia, na cidade de Rímini, na Itália, que o franciscano pregou aos cardumes. Estes começaram a sair da água para escutar as palavras do santo. O povo ficou impressionado com a cena e pouco a pouco começou a se aproximar. Enquanto Antônio falava, os peixes prestavam atenção e as pessoas se ajoelhavam diante do pródigo acontecimento. Padre Antônio Vieira fez um sermão a partir da pregação de Santo Antônio aos peixes. Confira a seguir um trecho na voz de Maria Betânia (disponível no online).

Casamenteiro?

Em suas pregações, Santo Antônio não costumava falar sobre casamentos. Mas ficou conhecido depois de ter ajudado a família de uma pobre jovem em Nápoles, na Itália, a conseguir o dinheiro necessário para pagar o dote do casamento. Conta-se que Antônio deu a moça um bilhete e pediu que procurasse um comerciante da região para que ele pagasse a ela o valor correspondente ao peso do papel. O mercador ao pesar o bilhete teve que pagar 400 escudos. Impressionado, ele lembrou que tinha prometido exatamente esse valor a Antônio.

Santo Antônio pode até interceder pelos futuros noivos, mas é importante que eles entendam a importância do matrimônio. Este estado de vida é inspirado por Deus e tem sua origem lá no livro de Gênesis. Para ajudar a compreender os passos que levam até o casamento, o @comshalom fez uma série de podcasts com Carmadélio Sousa sobre relacionamentos. Acesse os links a seguir e fique por dentro.

Podcast: Chega de Sofrência

Podcast: O que Jorge e Mateus não te falam sobre namoro


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *