Sem Categoria

Testemunho do Celeiro de Comunicação em Brasília

Celeiro_xará
Lilian Maria (segunda da direita para a esquerda) na formação do Celeiro de Comunicação

Várias pessoas, de diversas realidades eclesiais, participaram do Celeiro de Comunicação e puderam beber da formação para uma comunicação evangelizadora. Uma delas foi Lilian Maria Oliveira, que atua na comunicação da Milícia da Imaculada.

Confira o testemunho da Lilian:

Passeando pelo Facebook, chamou-me a atenção um vídeo com um jovem de cabelo arrepiado convidando os comunicadores católicos para se inscreverem no Celeiro. Fiz meu cadastro um dia antes de encerrar as inscrições.

Eu não entendi bem a proposta no momento, de como funcionaria, mas percebi de cara que era o que estava procurando. Faço parte da Milícia da Imaculada Brasil e, assim como muitos outros movimentos ou comunidades da nossa Igreja Católica, buscamos evangelizar pelos meios de comunicação. Após três encontros presenciais, umas horas de laboratório no Programa Trilha da Paz, na Rádio Nova Aliança e de muita interação com os organizadores e participantes, percebi o quanto Deus me respondeu aos meus anseios por formação na área de comunicação voltada para a evangelização.

Esteve conosco, Antônio Marcos do setor de comunicação da Diaconia de Fortaleza. Ele enriqueceu o Celeiro com uma palestra belíssima na quinta-feira à noite e com um dia inteiro de formação no sábado. Antônio nos fez refletir sobre o que nós comunicamos e para quem comunicamos. A nossa comunicação não tem o objetivo de apenas comunicar. Nós comunicamos uma pessoa viva e ressuscitada que é a pessoa de Jesus Cristo, a Alegria do Evangelho. Além disso, ele nos alertou que o comunicador tem que entender o público dele, conhecer os costumes, a cultura e os hábitos. Então, a nossa missão como comunicador católico é promover o encontro de Jesus com o nosso público alvo.

Eu, como social mídia da Milícia da Imaculada Brasil, entendi que a minha missão é bem maior que preocupar-me somente com a movimentação de uma página, com a quantidade de curtidas e compartilhamentos ou a quantidade de seguidores. Isso também é importante! Recebemos muitas dicas de como utilizar as ferramentas das redes sociais e outras mídias. Mas, o mais importante é preocupar-me com a pessoa que está do outro lado recebendo a informação. Ela é um ser único, dotado de inteligência, de sentimentos e de uma bagagem histórica e cultural. É por ela que tenho que rezar antes de criar uma postagem ou um vídeo para a página, pois é o coração dessa pessoa que o Senhor quer tocar.

Antônio nos fez perceber também que o Senhor quer ir além das nossas muralhas, do nosso mundo virtual católico. Ele quer atingir aqueles que a Palavra ainda não chegou. E para isso, Ele quer utilizar a todos que se disponibilizam a levar o Evangelho. Daí, a ideia do Celeiro: promover o ministério de comunicação, dando formações e chamando as pessoas para servir, como explicou o coordenador do Ministério de Comunicação da Shalom Brasília, Gabriel Vaz.

Diante das experiências vividas até o momento no Celeiro, o que posso dizer é “aqui estou!” Estou disposta a aprender cada vez mais e a colaborar com esse ministério de comunicação. Quero levar a Boa Nova aonde o Espírito Santo desejar! Mas também preciso dizer “gratidão”. Gratidão à comunidade Shalom pela iniciativa, porque mais que ampliar um ministério, o Celeiro proporcionou unidade em nossa Igreja. Somos católicos, guiados por um só pastor e com os mesmos ideais. Formar pessoas de fora da comunidade e contar com elas, deu sentido à Palavra que diz “porque somos membros do Seu corpo, da Sua carne e dos Seus ossos” (Efésios 5,30). Somos o corpo de Cristo e não devemos caminhar a sós. Obrigada, Shalom, por ter entendido essa verdade!

 

Paz e bem! Salve Maria!

Leia mais:

Comunicação evangelizadora: um novo tempo para o Shalom Brasília


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *