Institucional

A dor e a vergonha que carregava se tornavam motivo de louvor, pela graça de Deus

liberdade
Caminhando há algum tempo na busca de Deus e de Sua vontade, fui para o retiro Liberdade Interior, de 11 a 13 de outubro, levando em meu coração ansiedade, expectativa, mas, principalmente, uma realidade em minha vida que eu não aceitava e sentia dor e vergonha, até. Contudo, além disso, levava também comigo um grande desejo de entregar tudo nas mãos de Deus.
Assim, durante o retiro, falou-se muito sobre acolhida: acolher, acolher, acolher…, mas essa palavra, até então, não havia mexido comigo. Porém, ao voltar para casa, durante a semana, fui rezando com aquilo que o Senhor tinha me falado no retiro e percebi que eu precisava acolher algumas coisas, principalmente, aquela realidade que me fazia sentir dor e vergonha.
Foi, então, que partilhei com uma irmã da Comunidade sobre essa minha necessidade e, ao mesmo tempo, dificuldade de acolher. Enquanto partilhávamos, o Senhor foi revelando, através dela, que aquela realidade fazia parte hoje de minha missão pessoal – fui, então, descobrindo minha missão pessoal. Isso foi gerando uma alegria diferente, uma paz em meu coração. Fui reconhecendo que a dor e a vergonha que carregava durante tantos anos, pela GRAÇA de Deus, agora se tornavam motivo de louvor, de gratidão a Deus, de graça.
Bendito seja Deus porque experimento, pessoalmente, o que foi dito para nós no retiro: “Deus é capaz de tirar um bem de qualquer mal”.
Deus é Pai. Deus é Bom. Ele fez muito em minha vida. Ele pode e quer fazer em sua vida também. Bendito seja! A Ele toda honra, toda glória, todo louvor.
Deus abençoe a todos,
Shalom”
Aparecida (Cida)

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *