Pexels
Formação

Todo pecado é contra o Autor da Vida

Muitos de nós vamos à procura de fantasmas quando nos afastamos de Cristo

A Páscoa não suspende a capacidade de pecar do ser humano. Ele continua a ser pecador e, só com a graça de Deus e com o esforço e vigilância constantes, consegue “pecar menos” e com “menos frequência”. Todo pecado é contra o Autor da vida e contra a vida pessoal e comunitária. A vida vem de Deus e deve ser respeitada, amada. Ao ser humano não é permitido interromper este fio vital, que faz correr a seiva do amor. A Páscoa nos oferece a capacidade de reconhecer os nossos pecados, saber que Deus está sempre vivo e que ninguém o poderá “matar”, nem negando sua existência e nem com a maldade. A nós é dada a grande responsabilidade de sermos os anunciadores vivos da vida que está em nós e nos outros.

Vós matastes o Autor da Vida

Como um dia o profeta Natan jogou no rosto de Davi o seu pecado, dizendo-lhe “Tu és este homem”, na leitura de hoje, Pedro também joga no rosto do povo que o escuta o pecado. Nós, que não queremos ser incomodados pelas palavras do Evangelho, continuamos a ser os acusadores e vendedores de Cristo e assistimos, até que o galo cante, ao juízo do Justo. Alguns, como Pedro, convertem-se, e outros, preferem ir até o fim, crucificando o Autor da Vida. É verdade que mesmo Pedro atenua o seu discurso e, como ele foi perdoado, nos promete o perdão de Deus. Pedro sabe que enganou a Cristo por ignorância e nós, muitas vezes, também matamos a Cristo por ignorância, mas precisamos nos converter.

Quem nos fará ver o bem?

Precisamos de verdadeiros irmãos e irmãs, que nos façam ver o bem e o mal para nos converter. A maior graça que Deus pode fazer a uma pessoa é colocar no seu caminho alguém que o corrija quando erra e o anime quando faz o bem. Quando buscamos com sinceridade o Senhor, dormimos, acordamos e vivemos com o coração tranquilo. É isto que devemos buscar, a verdade, e pedir que alguém nos ensine a verdade. A Igreja, os irmãos, todos podem nos ajudar na busca da verdade. Para Edith Stein, foi o Livro da Vida de Santa Teresa de Ávila. Para você, quem lhe ajudou a encontrar a verdade, que é Cristo?

Se pecamos, o que fazer?

O evangelista João, em sua carta, nos abre a porta da esperança e nos diz “Se alguém pecar… não desanime, não desespere, porque a misericórdia de Deus é maior que o nosso pecado”. Nunca, mas nunca mesmo, devemos duvidar do perdão de Deus. Se é sincero o nosso pedido de perdão, garantido está o perdão do Senhor. A justiça de Deus e dos homens não é a mesma. Diante da justiça dos homens, é necessário pagar pelos nossos erros até com a prisão perpétua, mesmo que tenhamos nos arrependido. Diante de Deus, o perdão é dado e tudo recomeça. Mas Deus exige prova do nosso arrependimento. Qual? Não pecar mais. Que a alegria infunda em nós estas palavras de João evangelista, o apóstolo do amor!

 Tocai-me, sou Eu

Como não amar a Jesus depois de tantos gestos de amor por nós, de tanta delicadeza? O Evangelho de hoje toca a profundidade de nós mesmos, dos nossos afetos, sentimentos, emoções. Jesus quer convencer os seus apóstolos e, com eles, a nós, que Ele está vivo, ressuscitado. E como Ele faz? Aparece, convida-os a tocá-lo, pede para comer e diz claramente: “Sou eu, não sou um fantasma!” Muitos de nós vamos à procura de fantasmas quando nos afastamos de Cristo. Todos os dias temos a alegria de poder tocar Jesus na Eucaristia e devemos ser“eucaristizados”, sentir sua presença em nós. Páscoa é toda Eucaristia onde se celebra todo o mistério de Cristo: da Encarnação à Ressurreição. Somente aos que tocam Jesus, creem nele, pode ser confiado o mistério da pregação e do anúncio.

 


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *