Foto: Poliana Santana
Shalom

Uma oferta maior em favor dos jovens

Na semana do Renascer 2019, entrevistamos a coordenadora do Projeto Juventude para Jesus (PJJ) na missão de Macapá Bianca Alho. Abordando temas como vida missionária, juventude e Congresso de Jovens Shalom a missionária fala um pouco sobre a sua vida em missão e o amor aos jovens.

Shalom Macapá: Conte-nos um pouco sobre sua experiência missionária na Comunidade Católica Shalom.

Bianca: eu sempre tive o desejo de partir em missão, Deus me chamou a ser Comunidade de Aliança e fui fazendo do meu dia-a-dia a missão. Eu sou médica e encontrava nos meus pacientes e nas pessoas que trabalhavam comigo aqueles para os quais eu fui enviada. Então ali eu fui descobrindo o rosto do Cristo que sofre, para quem eu tinha sido enviada. Fui descobrindo o sentido da minha missão. De um tempo para cá Deus me chamava a ir além, para um algo a mais, uma oferta maior.

No ano de 2017 eu comecei a rezar, me colocar diante de Deus e discernir a forma como Ele me enviaria em missão, e ia colocando em mim o desejo de ir ao encontro dos jovens, sempre o desejo dEle era de ir em favor dos jovens.  A grande promessa era de que na minha missão, tudo o que me faltasse em oferta de vida eu encontraria nos jovens. Sabia que seria enviada a um povo, porque o sentido da missão é ir ao encontro do Seu povo e nesse tempo em especial aos jovens.

Participei do Programa de Voluntariado Shalom em Chaves, com outros irmãos e logo em seguida, após um período de oração, discernimento e confirmação por parte da Comunidade fui enviada para a missão de Macapá.

De fato hoje no dia-a-dia tanto nos jovens que moram comigo na casa comunitária, como nos jovens que eu coordeno no PJJ eu vou encontrando o sentido da minha missão. Quando tudo está difícil, quando é cansativo, eu penso em um jovem que está sofrendo, eu penso em um jovem que não conhece o amor de Deus e isso vai dando um novo vigor, vai dando um novo ânimo, vai dando o sentido a tudo.

Shalom Macapá: Quanto ao Projeto Juventude para Jesus, quais são as graças, os desafios que você encontra na atualidade?

Bianca: Eu sempre fui do PJJ desde a minha primeira experiência com Deus, em 2014. E eu vou colhendo realmente a graça de que não é somente no meu apostolado, naquilo que eu sirvo dentro da missão, mas é a minha vida que vai se unindo aos jovens como primazia. Isso para mim hoje é a grande prioridade: amar e viver a primazia de Deus na vocação que é a oferta aos jovens.

Os jovens da missão são incríveis, tenho experiências muito fortes com eles. Eles têm um coração muito disposto, são muito abertos. Como todos os jovens só precisam descobrir o amor de Deus, que vale a pena ofertar a vida. São muito abertos e não se fecham a ouvir a voz de Deus, são mesmo um povo eleito.

Tenho colhido uma graça muito grande no PJJ de maternidade espiritual, com eles sendo meus filhos. Não importa o que fizeram ou por onde andaram, sempre vou amá-los da mesma forma. E vou tendo uma experiência com a paternidade de Deus, que sendo meu Pai vai me dando tudo o que preciso para suprir as necessidades dos jovens.

Estar em missão é um constante desafio, todos os dias eu me deparo com minha fragilidade, com minhas incapacidades, com aquilo que eu não sei, com o que tenho que aprender e mudar. Tenho que que cuidar da minha própria conversão, que passa também pela vida dos jovens. Então o grande desafio para mim hoje é querer dar mais e muitas vezes se sentir incapaz, eu vou encontrando neles a graça de Deus, que dá o sentido para tudo e me impulsiona a ir além.

Shalom Macapá: O Congresso de Jovens Shalom vai acontecer em outubro de 2019. Como estão os preparativos para esse grande evento?

Bianca: Esse ano o Projeto Juventude para Jesus faz 30 anos e a nossa missão tem como meta levar todos os jovens para comemorar o aniversário do PJJ. Queremos levar todo mundo conosco, Comunidade de Vida e Aliança, mesmo aqueles que são jovens a mais tempo são convocados a estarem com os jovens. Afinal, de alguma forma, nós da comunidade já colaboramos com o projeto. A proposta é essa, já que o congresso tem uma graça própria para os jovens, colhemos muitos frutos nos congressos anteriores e desejamos seguir esse caminho.

Comunicação Shalom Macapá


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *