Institucional

Vida de oração é um caminho de amizade com Deus, destaca Gabriela Dias no CJS

img_1141

A primazia da vida interior foi o tema da primeira pregação, deste sábado (24), no Congresso de Jovens Shalom. A missionária Gabriela Dias destacou que a oração é um caminho de amizade e intimidade com Deus. “Antes de evangelizadores, Deus quer amigos. Só há transbordamento se nós recebermos primeiro. Nosso coração deve arder com o desejo de rezar e ouvir a Deus”, disse.

A missionária destacou que o congresso é um momento propício para buscar a misericórdia divina e ser alcançado por ela. “O CJS é um momento em que jovens de todas as missões vem beber da graça de Deus e, ao voltar, devemos transbordar o que vivenciamos aqui”, ressaltou. Uma dica da pregadora para os jovens que desejam iniciar esse caminho é planejar e reservar um horário para a oração diária. “É necessário sair das distrações cotidianas para entrar em intimidade com Deus. Ele nos envia a este mundo, mas partindo dessa amizade, da escuta Dele. Nós precisamos reservar tempo para Deus”, afirmou. Nesse sentido, Gabriela convidou os jovens a clamarem: “Senhor, ensina-nos a rezar.”

Conforme destacou, a oração é o fundamento da caminhada e sem ela não é possível perseverar nos caminhos do Senhor. “Não podemos estar na obra de Deus sem rezar. Seguindo a Jesus, sentimos essa necessidade”, apontou. “Entrar em intimidade com Deus nos faz ter consciência de que Ele habita em nós. Alienado neste mundo é quem não reza, pois segue a voz do mundo e não a de Deus”, completou.

A vida dos santos é uma grande escola de oração, aponta Gabriela. Santa Teresa D’Ávila, São João Paulo II, Santa Teresa de Calcutá, Santa Terezinha do Menino Jesus são exemplos de pessoas que começaram a rezar e tiveram suas vidas transformadas. “Os Santos nos ensinam que temos uma vida interior, que a oração nos faz ter uma vida extraordinária, que orar cura, liberta e transforma. Com eles aprendemos que a oração gera missão e nos santifica. A oração nos ajuda a sair das feridas, da falta de esperança e nos faz viver de maneira bela.”

Após a pregação, os jovens fizeram uma oração de súplica pelo dom da oração e da sabedoria.
Gabriela partilhou com a equipe do portal o início da vida de oração e os desafios que encontrou. Ela relatou que antes de conhecer a Jesus tinha o hábito de escrever em um diário e a prática a ajudou a rezar. O livro “Enchei-vos”, da Comunidade Shalom, foi outro grande auxílio. “Eu fazia exatamente o que era pedido. Lia cada passagem bíblica várias vezes, fazia anotações e clamava a presença de Deus”, contou. A missionária há mais de 20 anos disse ainda que costumava rezar durante o trajeto até o trabalho, ocasião em que meditava o terço e lia a Bíblia. Santa Terezinha do Menino Jesus foi a primeira a impactar a experiência de fé da jovem.

Alessandra Galvão


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *